Acionistas da Azul aprovam acordo de saída da TAP

Os acionistas da companhia aérea brasileira Azul aprovaram em assembleia-geral (AG) o acordo de saída da TAP, incluindo a eliminação de direitos de converter obrigações em ações.

Acionistas da Azul aprovam acordo de saída da TAP

Acionistas da Azul aprovam acordo de saída da TAP

Os acionistas da companhia aérea brasileira Azul aprovaram em assembleia-geral (AG) o acordo de saída da TAP, incluindo a eliminação de direitos de converter obrigações em ações.

Redação, 11 ago 2020 (Lusa) — Os acionistas da companhia aérea brasileira Azul, liderada por David Neeleman, aprovaram na segunda-feira em assembleia-geral (AG) o acordo de saída da TAP, incluindo a eliminação de direitos de converter obrigações em ações.

Os acionistas aprovaram os dois pontos em discussão, de acordo com a ata da AG.

Foram assim aprovadas a eliminação dos direitos de conversão em ações das obrigações relativas ao empréstimo da Azul à TAP, realizado em 2016, de 90 milhões de euros, e a alienação da posição da Global AzurAir Projects na TAP pelo “valor total de, ao menos”, 10,5 milhões de euros.

Estas decisões estão relacionadas com a saída da empresa do capital da companhia aérea portuguesa, no âmbito do acordo para a injeção de 1,2 mil milhões de euros na TAP, aprovada pela Comissão Europeia.

Em 02 de julho, o Governo anunciou que tinha chegado a acordo com os acionistas privados da TAP, passando a deter 72,5% do capital da companhia aérea portuguesa, por 55 milhões de euros.

O dono da transportadora aérea Azul, David Neeleman, sai assim da estrutura acionista da TAP, e do consórcio Atlantic Gateway, que passa a ser integrado apenas pelo português Humberto Pedrosa, dono do grupo Barraqueiro.

RN (ALYN/MPE) // EJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS