Diana Fialho retirada da prisão de Tires por questões de segurança

Diana Fialho e o marido, Iuri Mata, assassinaram a professora Amélia Fialho com o intuito de lhe ficarem com a herança. Estão os dois presos

Diana Fialho retirada da prisão de Tires por questões de segurança

Diana Fialho retirada da prisão de Tires por questões de segurança

Diana Fialho e o marido, Iuri Mata, assassinaram a professora Amélia Fialho com o intuito de lhe ficarem com a herança. Estão os dois presos

Está presa desde que a farsa do desaparecimento da mãe, Amélia Fialho, foi desmascarada pelas autoridades. Matou a mãe com uma martelo, depois de a drogar. Foi o marido, Iuri Mata, o primeiro a desferir os golpes. Não quis continuar mas Diana não ia deixar o seu plano a meio. Com um martelo que mais tarde viria a atirar para o Tejo, matou a mãe, a professora Amélia Fialho.

Depois, fez um post no Facebook a dar a mulher de 59 anos como desaparecida e até deu entrevistas à CMTV, em como esperava que a mãe voltasse rápido para casa.

LEIA MAIS: Animais de estimação de Amélia Fialho já foram adotados

A frieza das suas declarações iniciaram as desconfianças por parte das autoridades que em menos de 48 horas deslindaram o caso.

Diana, que estava presa na cadeia feminina de Tires, foi mudada para o hospital-prisão de Caxias. Está fechada 22 horas por dia e divide cela com outra reclusa.

Não mostra sinais de arrependimento. Foi afastada de Tires por questões de segurança, decisão tomada pelos serviços prisionais, avança o Correio da Manhã, que diz ainda que Diana Fialho está sob vigilância médica.

A homicida tem direito a uma hora de recreio ao ar livre e manhã e uma hora de atividades numa sala à tarde.

LEIA MAIS. A herança que Diana Fialho esperava receber ao matar a mãe

Impala Instagram


RELACIONADOS