Covid-19. Portugal fez 317 mil testes desde dia 1 de março

Lacerda Sales recorda que o país «está há mais de um mês em estado de emergência», enaltecendo depois a responsabilidade dos portugueses e defendendo que «também o serão na hora do desconfinamento» na «primavera, que ainda não chegou».

Covid-19. Portugal fez 317 mil testes desde dia 1 de março

Covid-19. Portugal fez 317 mil testes desde dia 1 de março

Lacerda Sales recorda que o país «está há mais de um mês em estado de emergência», enaltecendo depois a responsabilidade dos portugueses e defendendo que «também o serão na hora do desconfinamento» na «primavera, que ainda não chegou».

Na conferência de imprensa diária após a divulgação do boletim epidemiológico, o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, disse que desde o dia 1 de março «foram feitos 317 mil testes de diagnóstico em Portugal». A terça-feira, dia 21 de abril, foi o dia com mais amostras: 14.769 testes, das quais 7,6% com resultado positivo.

O secretário de Estado da Saúde disse ainda que estão a ser realizados 31.000 testes por milhão de habitantes. Lacerda Sales recorda que o país «está há mais de um mês em estado de emergência», enaltecendo depois a responsabilidade dos portugueses e defendendo que «também o serão na hora do desconfinamento» na «primavera, que ainda não chegou».

Na habitual conferência de imprensa, a diretora-geral da Saúde destaca ainda que «em Portugal conseguimos ter uma curva controlada», mas ainda «não são níveis zero, nem pendem para zero». Segundo Graça Freitas, Portugal conseguiu «ter uma curva epidérmica controlada», o que permite que qualquer pessoa possa ter acesso aos serviços de saúde.

Graça Freitas defende que não se pode perder «o capital adquirido» e que quando a ativadade for retomada, as «muitas regras aplicadas nas últimas semanas» são para continuar.

A diretora-geral da saúde pede para que se continue a conviver com a família, mas com o devido distanciamento social, mantendo também a etiqueta respiratória e hábitos de higiene. Se estes cuidados não forem tomados, «a cura vai subir porque o vírus continua a circular em Portugal, na Europa e no Mundo e o sistema de saúde vai ser submetido a uma grande pressão», justifica.

António Lacerda Sales diz que há uma colaboração entre os setores e que irá acompanhar a «testagem massiva» pedida pela  ministra do Trabalho e Segurança Social. O secretário de Estado da Saúde afirma que Portugal «está a testar mais que a Alemanha, a Itália e a Áustria, que é uma capacidade reforçada».

Em atualização.

LEIA MAIS
Meteorologia: Previsão do tempo para sábado, 25 de abril

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS