Covid-19: Autoeuropa suspende toda a produção até final de março

Segundo a nota da fábrica portuguesa da Volkswagen, todos os turnos serão interrompidos com feitos imediatos.

Covid-19: Autoeuropa suspende toda a produção até final de março

Covid-19: Autoeuropa suspende toda a produção até final de março

Segundo a nota da fábrica portuguesa da Volkswagen, todos os turnos serão interrompidos com feitos imediatos.

A Autoeuropa vai suspender toda a sua produção até dia 29 de março, informou esta terça-feira, através de comunicado. Segundo a nota da fábrica portuguesa da Volkswagen, todos os turnos serão interrompidos com feitos imediatos.

LEIA DEPOIS
Meteorologia: Previsão do tempo para terça-feira

Na segunda-feira, a unidade industrial de Palmela, já tinha anunciado que na sexta-feira passada comunicou aos trabalhadores a decisão de «reduzir a produção diária de 890 para 744 unidades, contribuindo para ajustar a fábrica às condições exigidas pelas autoridades nacionais». Contudo, a nova decisão dá conta do encerramento da produção total até ao final de março, pelo menos.

Maioria das fábricas da Volkswagen na Europa fechadas

A maioria das fábricas da Volkswagen na Europa vão fechar por “duas a três semanas” devido à pandemia da Covid-19, anunciou o presidente do grupo, Herbert Diess, sem precisar a partir de quando. Segundo a agência de notícias France Press, o presidente da Volkswagen não detalhou o calendário de encerramento, mas os sindicatos do setor indicaram que a produção será suspensa a partir de sexta-feira.

Herbert Diess fez o anúncio durante a apresentação do balanço de 2019 do grupo Volkswagen, apesar de já terem sido divulgados os principais números no final de fevereiro. O responsável alertou que “2020 é um ano muito difícil” porque a pandemia apresenta “desafios operacionais e financeiros desconhecidos”.

Em Portugal, a Autoeuropa decidiu suspender no domingo a laboração nos turnos da noite e da manhã de segunda-feira para muitos trabalhadores ficarem em casa com os filhos, devido ao encerramento das escolas, confirmou à agência Lusa a Comissão de Trabalhadores.

Texto: Joana Ferreira com Lusa

LEIA MAIS
Covid-19: Nasceu no Porto o primeiro bebé filho de mulher infetada

 

Impala Instagram


RELACIONADOS