Coronavírus detetado em cão obriga animal a ficar de quarentena

As autoridades de Hong Kong colocaram o cão de uma paciente de quarentena, depois de os testes para coronavírus terem dado”positivo fraco”.

Coronavírus detetado em cão obriga animal a ficar de quarentena

Coronavírus detetado em cão obriga animal a ficar de quarentena

As autoridades de Hong Kong colocaram o cão de uma paciente de quarentena, depois de os testes para coronavírus terem dado”positivo fraco”.

As autoridades de Hong Kong colocaram o cão de uma paciente de quarentena, depois de os testes para coronavírus terem dado”positivo fraco”. Embora ainda não esteja provado cientificamente que os animais possam contrair o novo coronavírus, as autoridades de Hong Kong, segundo a France Press, vão colocar de quarentena todos os animais de estimação de doentes infetados.

LEIA MAIS
Coronavírus | Mulher esteve mais de seis horas fechada na casa de banho de um centro de saúde

Cão não apresenta sintomas

Segundo o site Fortune, ainda serão realizados mais testes para conferir se o cão foi infetado com a doença ou se foi resultado de uma contaminação ambiental. O animal é a companhia de uma mulher, de 60 anos, que foi hospitalizada depois de lhe ter sido diagnosticado o Covid-19. Apesar de não apresentar sintomas relevantes, o cão foi retirado da sua habitação e transportado para uma instalação própria durante 14 dias.

Hong Kong já registou 93 casos de coronavírus e duas mortes. Desde esta terça-feira, 25 de fevereiro, que Hong Kong proibiu a entrada a não residentes vindos da Coreia do Sul. Tendo em conta o desenvolvimento do surto na Coreia do Sul, o gabinete de Segurança emitiu «um alerta vermelho para viajantes«, afirmou o secretário da Segurança de Hong Kong, John Lee, em conferência de imprensa.

LEIA DEPOIS
MB Way | Saiba quais são os novos limites das comissões
ONU alerta países sem coronavírus que é «um erro» acreditar que podem estar a salvo

Impala Instagram


RELACIONADOS