Alegados espiões da CIA condenados à morte no Irão. Tensão aumenta

Governo Iraniano afirma ter apanhado 17 alegados espiões da CIA a trabalhar em setores vitais da economia iraniana. Alguns deles terão sido condenados à morte.

Alegados espiões da CIA condenados à morte no Irão. Tensão aumenta

Alegados espiões da CIA condenados à morte no Irão. Tensão aumenta

Governo Iraniano afirma ter apanhado 17 alegados espiões da CIA a trabalhar em setores vitais da economia iraniana. Alguns deles terão sido condenados à morte.

As forças de autoridade iranianas afirmaram esta segunda-feira, 22 de julho, ter detido 17 cidadãos iranianos por alegada espionagem a favor da CIA (Agência de inteligência norte-americana) e, de acordo com um comunicado do Ministério iraniano da Inteligência e Informação, alguns deles já terão sido condenados à morte.

Leia depois

Dono de stand julgado por burla à mãe de Angélico Vieira

Atraídos com «promessas tentadoras de agentes da CIA»

O mesmo comunicado afirma que os indivíduos em questão estavam «empregados no setor privado em áreas sensíveis e vitais da economia, do desenvolvimento nuclear, infraestrutural, militar e da cibersegurança, nas quais reuniram informação confidencial» e que foram atraídos com «promessas tentadoras de agentes da CIA, incluindo emigração para os EUA, dinheiro e um emprego nos EUAC.

De acordo com a CNN, os membros do grupo que foram condenados à morte não cooperaram com as autoridades iranianas. Em junho, o Irão afirmou ter desmantelado uma grande rede de ciberespionagem, alegadamente dirigida pela CIA. Não se sabe se estas detenções estão relacionadas.

Leia depois

Previsão do tempo para segunda-feira, 22 de julho

Altas temperaturas dificultam combate aos incêndios

Impala Instagram


RELACIONADOS