‘Cheques carecas’ em Cabo Verde já valem 7,3 milhões de euros em meio ano

O número de cheques devolvidos por falta de provisão pelos bancos cabo-verdianos aumentou para 14 por dia no primeiro semestre 2019, ultrapassando em valor acumulado os 804 milhões de escudos (7,3 milhões de euros), praticamente o dobro.

'Cheques carecas' em Cabo Verde já valem 7,3 milhões de euros em meio ano

‘Cheques carecas’ em Cabo Verde já valem 7,3 milhões de euros em meio ano

O número de cheques devolvidos por falta de provisão pelos bancos cabo-verdianos aumentou para 14 por dia no primeiro semestre 2019, ultrapassando em valor acumulado os 804 milhões de escudos (7,3 milhões de euros), praticamente o dobro.

De acordo com dados do Banco de Cabo Verde, compilados hoje pela agência Lusa, o sistema bancário do país registou entre janeiro e junho deste ano 1.904 cheques devolvidos, equivalente a uma média de 14 por dia.

Já no primeiro semestre de 2018 os cheques devolvidos totalizaram 1.654, representando, em valor acumulado no mesmo período, 538,7 milhões de escudos (4,8 milhões de euros). Face a 2018, o valor dos cheques devolvidos aumentou 49,2% em 2019.

Nos primeiros seis meses deste ano, o sistema bancário cabo-verdiano processou corretamente 146.183 cheques, com os bancos a pagarem 36,1 mil milhões de escudos (327,8 milhões de euros) através deste meio.

O sistema financeiro cabo-verdiano integra sete bancos, dois dos quais participados pela portuguesa Caixa Geral de Depósitos.

PVJ // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS