Caso real | «Todos nós, pais, sabemos que os nossos filhos estão tempo demais na escola»

Caso real: «Há pouco tempo, um aclamado psicólogo, de quem até gosto bastante, escreveu sobre o facto de ser quase uma tortura as crianças estarem na escola tantas horas por dia, dez a doze, dizia ele.»

Caso real | «Todos nós, pais, sabemos que os nossos filhos estão tempo demais na escola»

Caso real | «Todos nós, pais, sabemos que os nossos filhos estão tempo demais na escola»

Caso real: «Há pouco tempo, um aclamado psicólogo, de quem até gosto bastante, escreveu sobre o facto de ser quase uma tortura as crianças estarem na escola tantas horas por dia, dez a doze, dizia ele.»

Um caso real contado ao site Crescer. «Há pouco tempo, um aclamado psicólogo, de quem até gosto bastante, escreveu sobre o facto de ser quase uma tortura as crianças estarem na escola tantas horas por dia, dez a doze, dizia ele. Desta vez, foi feito um estudo também nesse sentido, dizendo que as crianças passam horas a mais por dia na escola.

A minha questão é: o objetivo desse tipo de artigos é ensinar os pais a fazerem contas, ou é só mesmo fazer com que estes pais se sintam ainda mais culpados?

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para esta quarta-feira, 4 de dezembro

«Ninguém precisa de me dizer que estou demasiadas horas longe do meu filho»

Uma família com um horário razoável, das nove às cinco, já vai deixar a criança na escola das oito às seis. E isto é um caso de sorte, atenção. Se a pessoa trabalhar mais longe ou se tiver mais de uma hora de almoço, o tempo de permanência da criança na escola também irá obviamente aumentar.

Hoje saí de casa ainda não eram oito da manhã e vou voltar perto das seis e meia da tarde. Um dia desta semana o Gustavo não tinha dormido a sesta. Eu cheguei a casa perto da hora de jantar e já não o apanhei acordado. Ninguém precisa de me dizer que estou demasiadas horas longe do meu filho, porque eu já sei disso e já me sinto culpada por isso, ainda que não tenha outra opção.

É tempo de parar de fazer com que os pais se sintam ainda mais culpados do estilo de vida que levam e das horas de trabalho que fazem, e passar a tentar encontrar soluções.

É urgente reduzir as horas de trabalho de um dos progenitores, de modo a que a criança possa ir mais cedo para casa. É urgente que sejam dadas às pessoas condições decentes para serem pais decentes.»

LEIA MAIS
Ângelo Rodrigues sorridente em gravações de telefilme

 

Impala Instagram


RELACIONADOS