Caso real | Mulher decide guardar feto do filho em casa depois do aborto

Os médicos chamaram-no de “lixo hospitalar” e esta mulher quis ter à mesma um parto normal, guardando o feto, a quem deu o nome de Miran.

Caso real | Mulher decide guardar feto do filho em casa depois do aborto

Caso real | Mulher decide guardar feto do filho em casa depois do aborto

Os médicos chamaram-no de “lixo hospitalar” e esta mulher quis ter à mesma um parto normal, guardando o feto, a quem deu o nome de Miran.

Um caso real. Nenhuma mãe está preparada para a perda de um filho. Ninguém imagina que a gravidez poderá não seguir em frente. Quando isso acontece, a dor é enorme, mas há quem arranje algum tipo de forma para atenuar a dor.

LEIA DEPOIS
Meteorologia: Previsão do tempo para terça-feira, 4 de fevereiro

Exemplo disso é Sharran Sutherlan, de 40 anos, que guardou o feto do filho em casa, depois de um aborto às 14 semanas, devido a uma paragem cardíaca.

Os médicos chamaram-no de “lixo hospitalar” e esta mulher quis ter à mesma um parto normal, guardando o feto, a quem deu o nome de Miran, e começou a partilhar fotografias do bebé para mostrar que o seu filho era um “bebé real”.

O feto, com quatro centímetros de comprimento e apenas 26 gramas, aparece nas imagens com a cara, pés, mãos e unhas totalmente formados. O assunto já se tornou viral. Veja as imagens chocantes aqui no nosso site Crescer.

Caso real | «O meu marido traiu-me na minha própria cama»

«Parece inacreditável… e nojento, mas foi isto mesmo que aconteceu. O meu marido traiu-me na nossa própria casa, na nossa CAMA!!! E eu, que não sou nada destas coisas, decidi expor o meu testemunho para que outras mulheres não se deixem enganar.» Leia a história completa aqui.

LEIA MAIS
Já há nova data para a sentença de Rosa Grilo e António Joaquim

 

Impala Instagram


RELACIONADOS