Caso de empresário português desaparecido em Moçambique arquivado

A procuradoria provincial da República, em Moçambique, anunciou esta sexta feira o arquivamento das investigações do desaparecimento do português.

Caso de empresário português desaparecido em Moçambique arquivado

Caso de empresário português desaparecido em Moçambique arquivado

A procuradoria provincial da República, em Moçambique, anunciou esta sexta feira o arquivamento das investigações do desaparecimento do português.

O empresário português Américo Sebastião desapareceu em 2016 em Moçambique. O caso é agora arquivado por falta de elementos para o esclarecimento do caso.

LEIA MAIS: Empresário chinês condenado por falsificar robô japonês

Numa conferência de imprensa, a procuradora-chefe da república em Sofala, Carolina Azarias afirma «até hoje» nãoexistem «pistas de quem possam ser os autores». Carolina acrescenta ainda que que o responsável pelo processo, o magistrado do ministério público, decidiu remeter o caso para apreciação de elementos de hierarquia superior. O caso acabou por ser arquivado. Porém, ainda existe a possibilidade de o caso ser reaberto, caso surjam novos dados. “O arquivamento não é definitivo, quando surgirem elementos supervenientes, a instrução preparatória será reaberta com vista à responsabilização dos verdadeiros autores do crime”, declarou Carolina Azarias.

LEIA MAIS: Moçambique inaugura hoje primeiro Banco de Leite Materno no país

Movimentos bancários efetuados pelos cartões de Américo Sebastião e chamadas e mensagens de telefone. Os investigadores analisaram todos estes elementos para tentar descobrir o paradeiro do português.

Desaparecimento do empresário português

Testemunhas afirmam ter visto Américo Sebastião ser levado por homens armados numa estação de serviços em Nhamapadza, distrito de Maríngue, no dia 29 de julho de 2016.

De acordo com a família, os criminosos utilizaram os cartões do empresário para levantar 4000 euros. A família pediu ajuda para investigar o caso ao Governo moçambicano, da presidente da Assembleia da República de Moçambique e do Provedor de Justiça, bem como do Estado português. Até ao momento não há qualquer tipo de esclarecimento.

LEIA MAIS: Jovem português desaparecido em França já apareceu

 

Impala Instagram


RELACIONADOS