Carlos Amaral Dias morreu na ambulância a caminho do hospital

Professor e psicanalista tinha 74 anos e sofreu AVC em 2012.

Carlos Amaral Dias morreu na ambulância a caminho do hospital

Carlos Amaral Dias morreu na ambulância a caminho do hospital

Professor e psicanalista tinha 74 anos e sofreu AVC em 2012.

Carlos Amaral Dias, psicanalista e professor universitário que morreu na passada segunda-feira, em Lisboa, morreu dentro da ambulância quase duas horas depois de ter ligado para a linha de emergência.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para esta quarta-feira, 4 de dezembro

De acordo com o Correio da Manhã, que cita fonte hospitalar, o INEM «recebeu a primeira chamada. E depois, todo o processo de socorro, que implicou outras chamadas estendeu-se por quase duas horas», referindo depois que o pai de Joana Amaral Dias acabou por «faleceu na ambulância».

Carlos Amaral Dias sofreu AVC em 2012

Carlos Amaral Dias deixou há cerca de um mês, a seu pedido, a direção do Instituto Superior Miguel Torga, em Coimbra, à frente do qual esteve mais de duas décadas, e no qual foi o impulsionador da criação da maioria das licenciaturas. Foi professor da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Coimbra, onde se doutorou depois de se ter licenciado em psiquiatria, também na Universidade de Coimbra. Deixa quatro filhos, entre os quais a ex-deputada Joana Amaral Dias.

Texto: Joana Ferreira

LEIA MAIS
Polícia acusado de homicídio de menina de oito anos no Brasil

 

Impala Instagram


RELACIONADOS