Vírus: IKEA encerra temporariamente estabelecimentos na China

A retalhista sueca de móveis e utensílios domésticos Ikea anunciou hoje que encerrou temporariamente todas as suas lojas na China, face ao surto de um novo coronavírus que matou já 170 pessoas.

Vírus: IKEA encerra temporariamente estabelecimentos na China

Vírus: IKEA encerra temporariamente estabelecimentos na China

A retalhista sueca de móveis e utensílios domésticos Ikea anunciou hoje que encerrou temporariamente todas as suas lojas na China, face ao surto de um novo coronavírus que matou já 170 pessoas.

A empresa anunciou a decisão num comunicado, publicado na sua conta oficial no Weibo (o equivalente chinês ao Twitter), e que afetará todos os seus 33 estabelecimentos no país asiático.

O Ikea anunciou anteriormente o encerramento temporário da sua loja em Wuhan, a cidade no centro da China de onde o vírus é originário.

No comunicado divulgado hoje, a Ikea disse que a sua loja ‘online’ e serviços de atendimento telefónico vão continuar ativos.

Segundo os dados oficiais mais recentes, quase 60% dos mais de 7.700 casos confirmados até agora em todo o país ocorreram na província de Hubei, onde foram registadas 162 das 170 mortes devido à doença, mas há já casos em todas as províncias e regiões autónomas do país.

Além do território continental da China, foram reportados casos de infeção em Macau, Hong Kong, Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos da América, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, Austrália, Canadá, Alemanha, França (primeiro país europeu a detetar casos), Finlândia e Emirados Árabes Unidos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) convocou para hoje o Comité de Emergência para determinar se este surto vírico deve ser declarado uma emergência de saúde pública internacional.

LEIA MAIS Avião que vai repatriar cidadãos europeus de Wuhan saiu de Beja às 10:06

 

Impala Instagram


RELACIONADOS