Coronavírus: Avião com os 17 portugueses retirados de Wuhan chega a França às 13h00

O avião que partiu de Wuhan, cidade chinesa colocada sob quarentena devido ao novo coronavírus, para retirar cidadãos europeus, incluindo 17 portugueses, chega a França hoje às 14h00 (13h00 em Lisboa), disse fonte da embaixada portuguesa em Pequim.

Coronavírus: Avião com os 17 portugueses retirados de Wuhan chega a França às 13h00

Coronavírus: Avião com os 17 portugueses retirados de Wuhan chega a França às 13h00

O avião que partiu de Wuhan, cidade chinesa colocada sob quarentena devido ao novo coronavírus, para retirar cidadãos europeus, incluindo 17 portugueses, chega a França hoje às 14h00 (13h00 em Lisboa), disse fonte da embaixada portuguesa em Pequim.

Segundo a mesma fonte, o avião partiu de Wuhan às 07h00 locais (23h00 de sábado em Lisboa) e a viagem tem uma duração de 14 horas. Todos os 17 portugueses foram autorizados a embarcar, após as análises realizadas pelas autoridades de saúde chinesas não terem revelado sintomas do coronavírus, que já matou mais de 300 pessoas na China. A aeronave, fretada pelo Governo francês, e que partiu na quinta-feira de Portugal, rumo a Paris, tendo chegado no sábado a Wuhan, no centro da China, após uma segunda paragem em Hanói, partiu um dia depois do previsto inicialmente. O Airbus A-380 transporta, no total, 350 cidadãos europeus, a maioria franceses.

LEIA DEPOIS
Dois alemães repatriados positivos elevando para 10 contágios na Alemanha

Coronavírus já matou 304 pessoas, das 14 mil infetadas

A China elevou hoje para 304 mortos e mais de 14 mil infetados o balanço do surto de pneumonia provocado por um novo coronavírus (2019-nCoV) detetado em dezembro passado, em Wuhan, capital da província de Hubei, centro do país. Além do território continental da China e das regiões semiautónomas chinesas de Macau e Hong Kong, há mais de 50 casos de infeção confirmados em 20 outros países – Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Austrália, Finlândia, Emirados Árabes Unidos, Camboja, Filipinas e Índia.

Organização Mundial de Saúde declara situação de emergência de saúde pública internacional

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou na quinta-feira uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional (PHEIC, na sigla inglesa) por causa do surto do novo coronavírus na China. Vários países já efetuaram o repatriamento dos seus cidadãos de Wuhan, uma cidade com onze milhões de habitantes, que foi colocada sob quarentena, na semana passada, com saídas e entradas interditadas pelas autoridades durante período indefinido. A quarentena foi, entretanto, alargada a mais quinze cidades, próximas de Wuhan, afetando, no conjunto, mais de 50 milhões de pessoas.

Ministério da Saúde vai instalar os portugueses provenientes de Wuhan ficar em «isolamento profilático» voluntário

Nos últimos dias, diversas companhias suspenderam as ligações aéreas com a China. Rússia, Coreia do Norte e Vietname encerraram as fronteiras com o país, enquanto alguns países pararam de emitir vistos para cidadãos chineses. O Ministério da Saúde vai disponibilizar instalações onde os portugueses provenientes de Wuhan possam ficar em “isolamento profilático” voluntário. O Hospital Pulido Valente, em Lisboa, e o Hospital Militar, no Porto, serão as unidades a receber os portugueses que regressarem.

LEIA MAIS
ALERTA | China reporta surto de gripe das aves próximo do epicentro do novo coronavírus

Impala Instagram


RELACIONADOS