Valongo integra rede europeia para a cocriação de cidades mais verdes

Valongo passou hoje a integrar a rede de cidades europeias para o desenvolvimento de projetos que visam a cocriação de cidades mais verdes com o envolvimento dos cidadãos, o projeto Biodivercities da União Europeia, anunciou o município.

Valongo integra rede europeia para a cocriação de cidades mais verdes

Valongo integra rede europeia para a cocriação de cidades mais verdes

Valongo passou hoje a integrar a rede de cidades europeias para o desenvolvimento de projetos que visam a cocriação de cidades mais verdes com o envolvimento dos cidadãos, o projeto Biodivercities da União Europeia, anunciou o município.

Tendo como principal objetivo “entregar um roteiro para melhorar a biodiversidade e a infraestrutura verde das cidades europeias até 2030”, o projeto desenvolvido no contexto da Estratégia de Biodiversidade da União Europeia, “pretende também aumentar a participação da sociedade civil na tomada de decisões locais e urbanas, levando à construção de uma visão conjunta da cidade verde de amanhã, compartilhada entre a sociedade civil, cientistas e decisores políticos”, lê-se na nota de imprensa.

O BiodiverCities é financiado por uma doação do Parlamento Europeu e, além de Valongo, integram esta rede os municípios de Leiden (Países Baixos), Palma de Maiorca (Espanha), Stavanger (Noruega), Vílnius (Lituânia), Sófia (Bulgária), Maribor (Eslovénia), Novi Sad (Sérvia), Palermo e Regalbuto (ambos da Itália). Oslo (Noruega), Varese (Itália) e Lisboa também se comprometeram a seguir perto o projeto, relata a comunicação da autarquia.

“Estamos muito orgulhosos por integrar esta rede de BiodiverCities, onde trabalharemos em conjunto com outros cidadãos europeus para melhorar a natureza urbana. Esta partilha de conhecimento permite-nos ter ainda mais esperança no futuro”, afirmou o presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, citado pelo documento.

O autarca salientou ainda que a integração desta rede também trará “vantagens para o Parque das Serras do Porto, uma autêntica infraestrutura verde metropolitana que Valongo integra juntamente com os concelhos de Gondomar e Paredes”

As primeiras reuniões das equipas envolvidas no projeto, ainda em formato online devido à pandemia da covid-19, decorreram entre quinta-feira e hoje, o Dia Mundial do Ambiente, acrescenta a nota de imprensa.

O projeto vai “recolher exemplos práticos de como envolver os cidadãos na construção da visão em torno da natureza urbana, monitorizando soluções para melhorar a biodiversidade urbana. Será também avaliada a forma como a infraestrutura verde urbana pode ser usada para fornecer benefícios locais para as pessoas e a natureza e como pode contribuir para melhorar a biodiversidade regional”, refere o documento.

JFO // MSP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS