Universidade de Macau e UNESCO vão cooperar na iniciativa

Universidade de Macau e UNESCO vão cooperar na iniciativa “Uma Faixa, uma Rota”

A Universidade de Macau (UM), a UNESCO e dezenas de instituições em todo o mundo vão colaborar em projetos científicos no âmbito da iniciativa chinesa “Uma Faixa, uma Rota”, foi hoje anunciado.

Entre as 37 instituições cooperantes, contam-se universidades e academias científicas da Hungria, Polónia, Cazaquistão, Paquistão e Nepal, países que integram o projeto multimilionário de investimento em infraestruturas do Presidente chinês, Xi Jinping.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) também integra a chamada “Aliança de Organizações Científicas ao longo da região ‘Uma Faixa, uma Rota'”, inaugurada recentemente em Pequim, de acordo com um comunicado da UM.

Numa carta enviada para celebrar a inauguração desta aliança, Xi Jinping afirmou esperar que as “comunidades científicas de todos os países da região possam trabalhar juntas e usar a aliança como uma plataforma para promover o desenvolvimento sustentável”.

A iniciativa “Faixa económica da rota da seda e a Rota da seda marítima do século XXI”, mais conhecida como “uma Faixa, uma Rota”, visa reativar as antigas vias comerciais entre a China e a Europa através da Ásia Central, África e Sudeste Asiático.

Redes ferroviárias intercontinentais, portos, aeroportos, centrais elétricas e zonas de comércio livre estão a ser construídos em mais de 60 países, abrangendo 65% da população mundial.

FST // VM

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Universidade de Macau e UNESCO vão cooperar na iniciativa “Uma Faixa, uma Rota”

A Universidade de Macau (UM), a UNESCO e dezenas de instituições em todo o mundo vão colaborar em projetos científicos no âmbito da iniciativa chinesa “Uma Faixa, uma Rota”, foi hoje anunciado.