UMinho investe cerca de 200 mil euros em 218 bolsas de excelência

A Universidade do Minho investiu mais de 200 mil euros na atribuição de 218 bolsas de excelência a estudantes com nota de candidatura ou média anual de 16 ou mais valores, sendo que aquelas distinções foram hoje atribuídas.

UMinho investe cerca de 200 mil euros em 218 bolsas de excelência

UMinho investe cerca de 200 mil euros em 218 bolsas de excelência

A Universidade do Minho investiu mais de 200 mil euros na atribuição de 218 bolsas de excelência a estudantes com nota de candidatura ou média anual de 16 ou mais valores, sendo que aquelas distinções foram hoje atribuídas.

A iniciativa de atribuir bolsas de excelência começou em 2012, com a atribuição de 39 bolsas, tendo este ano atingido as 218, cada uma com o valor pecuniário igual ao da propina e o respetivo diploma.

A sessão de entrega das bolsas, que decorreu esta tarde no salão medieval da Universidade do Minho, contou ainda com a atribuição de 34 bolsas de estudo por mérito do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, para estudantes da UMinho com uma média ponderada igual ou superior a 16 valores.

“É um dia de facto muito importante, é o dia em que a universidade reconhece o trabalho dos seus estudantes e sobretudo daqueles estudantes que mais se empenharam”, afirmou no final da sessão, em declarações aos jornalistas, o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro.

Rui Viera de Castro reconheceu que a iniciativa tem um “peso significativo para a universidade” mas salientou que recompensa: “São mais de 200 mil euros mas é um investimento porque traduz a forma particular da UMinho de estar nesta matéria que é de apreciar, reconhecer e valorizar o trabalho daqueles que são os seus melhores”, salientou.

Segundo o responsável, a UMinho “preocupa-se com a provocação do mérito e criação de desempenho para condições excelentes” para os seus estudantes.

“Entendemos esta cerimónia como o momento alto dessa estratégia porque mostra o reconhecimento público daqueles estudantes que conseguiram levar mais longe este exercício de procura de alargamento do conhecimento”, explicou.

Foram igualmente distinguidos seis alunos com o prémio de mérito “Caixa Mais Mundo”, no valor unitário de 1500 euros. Instituído pela Caixa Geral de Depósitos a nível nacional, este prémio valoriza as melhores notas de candidatura no Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.

JCR // MSP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS