UE/Presidência: Cabo submarino simboliza “parceria renovada com América Latina” — Von der Leyen

A presidente da Comissão Europeia assinalou hoje que o novo cabo submarino ‘EllaLink’, que liga Sines ao Brasil, simboliza a “parceria renovada” da União Europeia (UE) com a América Latina.

UE/Presidência: Cabo submarino simboliza

UE/Presidência: Cabo submarino simboliza “parceria renovada com América Latina” — Von der Leyen

A presidente da Comissão Europeia assinalou hoje que o novo cabo submarino ‘EllaLink’, que liga Sines ao Brasil, simboliza a “parceria renovada” da União Europeia (UE) com a América Latina.

Lisboa, 01 jun 2021 (Lusa) — A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, assinalou hoje que o novo cabo submarino ‘EllaLink’, que liga Sines a Fortaleza, no Brasil, simboliza a “parceria renovada” da União Europeia (UE) com a América Latina.

“O ‘EllaLink’ é mais do que um cabo, pois simboliza a nossa parceria renovada com a América Latina. Isto constitui um exemplo para os nossos envolvimentos com parceiros em todo o mundo”, sublinhou Von der Leyen, numa mensagem pré-gravada transmitida durante o “Leading Digital Day” [Liderar a Década Digital], um evento coorganizado pela presidência portuguesa do Conselho da UE e pela Comissão Europeia.

A presidência portuguesa inaugurou hoje o ‘EllaLink’, um cabo submarino, ancorado em Sines, que conecta a Europa à América Latina e que, segundo Von der Leyen, “vai impulsionar os negócios e a partilha científica e cultural” entre ambos os continentes.

“Mas, acima de tudo, vai garantir a segurança, a resiliência e estabilidade da internet global da qual as nossas economias e sociedades dependem”, acrescentou.

Para a presidente do executivo comunitário, o que “hoje mantém as economias europeias em funcionamento são não apenas as rotas comerciais, mas também os fluxos de dados”, que requerem “infraestruturas estáveis, seguras e rápidas”.

Nesse sentido, a Comissão Europeia apresentou, em março, o que designou por “Bússola Digital”, e que, tal como uma bússola comum, apresenta também quatro pontos cardinais: as capacidades digitais, as infraestruturas, as empresas e serviços públicos digitais, explicou.

Cada ponto representa um objetivo que deverá ser alcançado pela UE até 2030.

No âmbito das competências, a Comissão quer empregar “20 milhões de especialistas de Inteligência Artificial [IA] na UE”, ao nível das infraestruturas pretende “conectividade de internet em todas as casas e 5G [tecnologia de quinta geração] em todas as cidades e aldeias”, no que diz respeito às empresas que “três em quatro empresas utilizem ‘cloud’, ‘big data’ e IA” e, finalmente, em relação aos serviços públicos digitais, que “até 2030, todos os cidadãos da UE tenham acesso a relatórios de saúde eletrónicos”.

“Queremos consagrar estes princípios numa declaração solene pelo Parlamento Europeu, o Conselho e a Comissão”, acrescentou Von der Leyen, apontando a Declaração de Lisboa, hoje apresentada pela presidência portuguesa, assumida como um contributo para o cumprimento destes objetivos.

A inauguração do ‘EllaLink’ integra-se no evento ‘Leading Digital Day” [Liderar a Década Digital], coorganizado pela presidência portuguesa do Conselho da UE e pela Comissão Europeia.

O encontro de alto nível, que decorre em formato híbrido (presencial e ‘online’), centra-se nos objetivos da UE para 2030 no âmbito da Década Digital e do Programa Europa Digital, um novo programa de financiamento que tem por objetivo o desenvolvimento de projetos digitais europeus.

BYC // MDR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS