Trinta concelhos de seis distritos do continente em risco muito elevado de incêndio

Trinta concelhos dos distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro apresentam hoje um risco muito elevado de incêndio, estando previsto um agravamento para os próximos dias, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Trinta concelhos de seis distritos do continente em risco muito elevado de incêndio

Trinta concelhos de seis distritos do continente em risco muito elevado de incêndio

Trinta concelhos dos distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro apresentam hoje um risco muito elevado de incêndio, estando previsto um agravamento para os próximos dias, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

O IPMA colocou também mais de 50 concelhos de Faro, Beja, Lisboa, Santarém, Leiria, Portalegre, Castelo Branco, Guarda, Vila Real, Viseu e Bragança em risco elevado. O risco de incêndio vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até segunda-feira devido à previsão de tempo quente. Este risco, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo. Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas. O IPMA prevê a partir de hoje e até domingo tempo quente em Portugal continental, fazendo aumentar o perigo de incêndio, apresentando valores mais elevados no interior Norte e Centro e no Algarve.

Temperaturas acima dos 35 graus e aumento do risco de incêndio sexta e sábado
As temperaturas máximas vão ultrapassar os 35 graus Celsius em algumas regiões do continente na sexta-feira e no sábado, prevendo-se um aumento do risco de incêndio e algumas poeiras vindas do Norte de África, segundo o IPMA (… continue a ler aqui)

Em comunicado, o Instituto adianta que o estado do tempo nos próximos dias será condicionado por uma massa de ar quente associada a uma corrente de sul, resultando num aumento gradual de temperatura entre hoje e sábado. “Nesta circulação ocorrerá também o transporte de poeiras do norte de África, em níveis médios e altos da troposfera, que deverá afetar o território nos dias 20 e 21 [sexta-feira e sábado], com possibilidade de redução de visibilidade”, adverte o IPMA. Sábado será, segundo o IPMA, o dia mais quente com temperaturas a variar entre os 25 e os 35 graus Celsius na generalidade do território e pontualmente poderão atingir-se valores de 35 a 38 graus nas regiões dos vales do Guadiana, Tejo e do Douro.

“Nesta circulação ocorrerá também o transporte de poeiras do norte de África”

De acordo com o IPMA, estes valores da temperatura estão acima do normal para esta época do ano na ordem dos 3 a 10 graus. No que diz respeito às temperaturas mínimas, vão manter-se elevadas nas regiões do Sul e do interior Norte e Centro na ordem dos 18 aos 21 graus. O IPMA adianta também que devido à aproximação de uma depressão à Península Ibérica a partir de sábado, há condições para instabilidade, em especial nas regiões do Norte e Centro, com a possibilidade de ocorrência de aguaceiros, por vezes acompanhados de trovoada, e que em alguns locais poderá ser trovoada seca. Para domingo, a previsão aponta para uma descida significativa da temperatura máxima.

Impala Instagram


RELACIONADOS