Porto. Trânsito cortado na Avenida D. Carlos I a partir das 21h00 devido ao mau tempo

Autarquia refere que «o trânsito será restabelecido logo que as condições do mar o permitam».

Porto. Trânsito cortado na Avenida D. Carlos I a partir das 21h00 devido ao mau tempo

Porto. Trânsito cortado na Avenida D. Carlos I a partir das 21h00 devido ao mau tempo

Autarquia refere que «o trânsito será restabelecido logo que as condições do mar o permitam».

A Proteção Civil Municipal do Porto informou hoje que, devido às previsões de agravamento do estado do tempo, a circulação automóvel será interrompida na Avenida Dom Carlos I, na marginal, a partir das 21:00 de hoje. Em comunicado, a autarquia refere que «o trânsito será restabelecido logo que as condições do mar o permitam», sendo a situação «reavaliada no início da manhã de quarta-feira».

LEIA DEPOIS
Meteorologia: O tempo para esta quarta-feira, 15 de janeiro

As previsões meteorológicas apontam para um agravamento das condições do estado do tempo durante os dias de hoje e de quarta-feira, nomeadamente vento forte, agitação marítima e precipitação. De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), está previsto vento forte de sul com rajadas até 80 quilómetros/hora a partir do final da tarde de hoje e até ao início de quarta-feira.

Relativamente à precipitação, estão previstos períodos de chuva, por vezes forte, durante a madrugada de quarta-feira.

Quanto à agitação marítima, o Porto está sob Aviso Laranja devido à previsão de ondas de oeste com cinco a seis metros, que podem atingir os 10 metros de altura máxima. O aviso é válido durante a madrugada de quarta-feira, designadamente entre as 00h00 e as 6h00.

A Proteção Civil Municipal recomenda à população que tome as devidas precauções, solicitando especial atenção na circulação, permanência e estacionamento junto a áreas arborizadas, devido à possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude dos ventos fortes.

Aconselha também uma atitude preventiva e de precaução relativamente a equipamentos móveis ou amovíveis – esplanadas, estruturas de apoio a festividades, andaimes, ‘placards’ e outras estruturas suspensas – que necessitem de reforçar a sua fixação ou ser retirados.

Este serviço municipal recomenda ainda a desobstrução dos escoamentos, a redução da velocidade dos veículos e o acréscimo de prudência devido ao piso escorregadio e à possibilidade de formação de lençóis de água e de cheias rápidas. No que toca à agitação marítima, apela ao respeito pelos perímetros de segurança que serão estabelecidos para peões e veículos junto da orla costeira e acessos aos molhes.

Texto: Joana Ferreira com Lusa

LEIA MAIS
Papa Bento XVI não terá aprovado publicação de livro que defende celibato

 

Impala Instagram


RELACIONADOS