Tory Burch pede desculpa por cópia das camisolas poveiras

Tory Burch admitiu, esta quinta-feira ao final da tarde, num texto escrito em português, ter errado no que toca à camisola que vende como se fosse sua, sendo esta uma clara cópia das camisolas poveiras.

Tory Burch pede desculpa por cópia das camisolas poveiras

Tory Burch pede desculpa por cópia das camisolas poveiras

Tory Burch admitiu, esta quinta-feira ao final da tarde, num texto escrito em português, ter errado no que toca à camisola que vende como se fosse sua, sendo esta uma clara cópia das camisolas poveiras.

A estilista norte americana Tory Burch está a vender e uma camisola de lã, uma camisola poveira, peça de artesanato histórica ligada à comunidade piscatória de Póvoa de Varzim, como sendo de design próprio e a um preço de 695 euros. Este preço é dez vezes superior ao da camisola poveira.

A peça, que custa 695 euros, chegou a ser apresentada como de inspiração mexicana, informação que foi retirada depois da acusação de apropriação.

O processo de certificação da camisola poveira decorre há seis meses e a peça surge em Ala-Arriba” filme realizado por Leitão de Barros em 1942. Antes disso, em 1938, foi sido usada por Grace Kelly. A camisola é inconfundível pelos bordados de linhas vermelhas com motivos marítimos.

Tory Burch admitiu, esta quinta-feira ao final da tarde, num texto escrito em português, ter errado no que toca à camisola que vende como se fosse sua, sendo esta uma clara cópia das camisolas poveiras.   “Pedimos sinceras desculpas ao portugueses – foi levado ao nosso conhecimento que atribuímos erroneamente uma camisola da nossa coleção Primavera 2021 como inspirada em Baja-Mexico”.

A estilistadiz que a equipa está a corrigir o erro “de imediato” e a “trabalhar em conjunto” com a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim “de forma a encontrar as melhores soluções para apoiar os artesãos locais”. No final do texto deixa ainda um link para o site da Câmara Municipal da Póvoa do Varzim

Impala Instagram


RELACIONADOS