Tomar. Mulher perdoa marido e filhos violadores

A mulher começou a ser violentada logo aos 16 anos, após o casamento. Era frequentemente espancada e o marido violava a nora, as filhas, e uma da netas.

Tomar. Mulher perdoa marido e filhos violadores

Tomar. Mulher perdoa marido e filhos violadores

A mulher começou a ser violentada logo aos 16 anos, após o casamento. Era frequentemente espancada e o marido violava a nora, as filhas, e uma da netas.

Oito mulheres foram violadas durante mais de 40 anos por por três homens desta família de Tomar. O caso foi conhecido recentemente com a denúncia de uma das netas, que era violada pelo avô e pelos tios.

Os homens foram detidos e a matriarca da família ficou sozinha na habitação onde muitos dos horrores aconteceram. Em entrevista à Record TV, Gracinda, a mulher que também ela sofreu de violência doméstica durante todos esses anos,  diz que perdoa o marido e os filhos.

A mulher começou a ser violentada logo aos 16 anos, após o casamento. Era frequentemente espancada e o marido violava a nora, as filhas, e uma da netas.

Só no dia em que as autoridades irromperam pelas casas dos violadores o pesadelo terminou. Mas Gracinda, que não conheceu outra realidade, encara com naturalidade os factos.

Desconfiava que ele violasse uma das filhas uma vez que o pai “abalava” com a mulher “até às tantas da madrugada”. A mulher diz não saber o que e “eles faziam por lá”.

“Andava tudo sempre bem calado lá em casa”, diz, lembrando as ameaças físicas.

A mulher considera que se os filhos violaram de facto as mulheres da família, devem pagar pelo que fizeram. As netas, continuam a “dizer adeus” à avó. Já as filhas, nunca mais falaram com Gracinda.

Apesar de dizer que não sabia de nada, revela que uma vez disse ao marido que a filha já tinha “o período”. “Vê lá se andas feito bruto com ela, se deixas a miúda grávida”. Gracinda diz ainda que se o marido voltasse para casa, “abria-lhe a porta”.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS