Todos os dias 24 mulheres e cinco crianças são agredidas, segundo a APAV

Em cada dia do ano passado, uma média de 24 mulheres, cinco crianças, quatro homens e outros tantos idosos foram vítimas de um crime, segundo os dados do Relatório Anual da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

Todos os dias 24 mulheres e cinco crianças são agredidas, segundo a APAV

Todos os dias 24 mulheres e cinco crianças são agredidas, segundo a APAV

Em cada dia do ano passado, uma média de 24 mulheres, cinco crianças, quatro homens e outros tantos idosos foram vítimas de um crime, segundo os dados do Relatório Anual da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

Em cada dia do ano passado, uma média de 24 mulheres, cinco crianças, quatro homens e outros tantos idosos foram vítimas de um crime, segundo os dados do Relatório Anual da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Foram identificadas 13 093 vítimas, entre as quais 8720 mulheres, 1841 crianças, 1627 homens e 1626 idosos. Houve, contudo, relativamente a 2019, um decréscimo dos crimes, incluindo de violência doméstica, mas um número maior de homicídios e de tentativas de assassinato.

A APAV contabilizou 19 697 crimes e outras formas de violência no ano passado. Cerca de 75% das situações assinaladas estiveram relacionadas com violência doméstica, ainda que em decréscimo. A mesma tendência seguem outros tipos de criminalidade em 2020.

“Só com o tempo é que vamos perceber melhor estes dados. Mas os períodos de confinamento terão tido uma influência decisiva na diminuição do número de crimes”, sustenta Raquel Simão ao JN.

Em tendência contrária estão os crimes relacionados com a devassa da vida privada, como gravações e fotografias.

 

LEIA AINDA
Mafioso italiano paraplégico apanhado em Lisboa com covid-19
Mafioso italiano paraplégico apanhado em Lisboa com covid-19
Francesco Pelle, de 44 anos, era, apesar de paraplégico e numa cadeira de rodas desde 2005, um dos mafiosos mais perigosos e procurados de Itália. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS