Tiroteios no fim de semana do ‘Memorial Day’ provocam 10 mortos em Chicago, EUA

Tiroteios em Chicago, Estados Unidos, provocaram 10 mortos e 39 feridos, no fim de semana mais mortal do ‘Memorial Day’ na cidade desde 2015, apesar da ordem de confinamento a nível estadual para evitar a propagação da covid-19.

Tiroteios no fim de semana do 'Memorial Day' provocam 10 mortos em Chicago, EUA

Tiroteios no fim de semana do ‘Memorial Day’ provocam 10 mortos em Chicago, EUA

Tiroteios em Chicago, Estados Unidos, provocaram 10 mortos e 39 feridos, no fim de semana mais mortal do ‘Memorial Day’ na cidade desde 2015, apesar da ordem de confinamento a nível estadual para evitar a propagação da covid-19.

A polícia de Chicago, no Estado de Illinois, aumentou as patrulhas em antecipação a um aumento de violência, como tipicamente acontece nos fins de semana do ‘Memorial Day’, em que se recordam os soldados vítimas de conflitos.

Segundo os dados obtidos pelos jornais Chicago Tribune e Chicago Sun-Times, houve mais três homicídios do que os registados nos fins de semana do ‘Memorial Day’ de 2018 e 2019. Doze pessoas morreram durante esse mesmo feriado, em 2015.

Os esforços de fiscalização deste fim de semana incluíam também a interrupção de grandes ajuntamentos, proibidos sob a ordem de confinamento decretada pelo Governador do Illinois, J.B. Prizker.

O Departamento da Polícia de Chicago anunciou que dois polícias sofreram ferimentos ligeiros enquanto dispersavam um ajuntamento no domingo à noite.

A vítima mortal mais jovem é um rapaz de 16 anos que foi baleado no sábado, no Washington Park, em South Side.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (98.223) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,6 milhões) da covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 346 mil mortos e infetou mais de 5,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

 

AXYG // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS