Teatro de São João doa equipamento técnico-teatral e de edição a Cabo Verde

O Teatro Nacional São João (TNSJ) vai doar uma série de equipamentos técnico-teatrais a Cabo Verde, segundo memorando de entendimento assinado hoje, e o país africano acredita que poderá ser o início da montagem de futuros teatros nacionais.

Teatro de São João doa equipamento técnico-teatral e de edição a Cabo Verde

Teatro de São João doa equipamento técnico-teatral e de edição a Cabo Verde

O Teatro Nacional São João (TNSJ) vai doar uma série de equipamentos técnico-teatrais a Cabo Verde, segundo memorando de entendimento assinado hoje, e o país africano acredita que poderá ser o início da montagem de futuros teatros nacionais.

O memorando foi assinado pelo diretor-geral das Artes e das Indústrias Criativas de Cabo Verde, Adilson Gomes, pelo presidente do Teatro Nacional São João (TNSJ), Pedro Sobrado, e pelos ministros da Cultura de Cabo Verde, Abraão Vicente, e de Portugal, Graça Fonseca, que se encontra de vista ao arquipélago.

O documento visa a doação de equipamento técnico-teatral, incluindo material de iluminação cénica, acessórios de iluminação, mesa de som, projetor de vídeo, cena negra e um ciclorama/tela de projeção de grande formato.

A doação enquadra-se na cooperação recíproca que tem vindo a desenvolver-se entre Portugal e Cabo Verde, na área da cultura, em particular através do TNSJ, traduzida em múltiplas ações conjuntas no âmbito da produção e exibição das artes cénicas.

Esta cooperação estende-se também ao campo da formação e pesquisa em teatro, com destaque para o intercâmbio de artistas e a colaboração nas várias áreas artísticas associadas à produção teatral, incluindo a partilha de documentação e informação.

O presidente do TNSJ, Pedro Sobrado, disse que é difícil estimar um valor monetário dos equipamentos, por terem sido adquiridos em momentos diferentes, mas garantiu que chegam em outubro a Cabo Verde.

“Com esse material chega também parte do Teatro Nacional São João”, salientou, referindo que alguns dos equipamentos já viajaram com os espetáculos, do Brasil à Rússia, e que os mais de 50 projetores de luz iluminaram a cena das mais memoráveis produções teatrais nos últimos 25 anos.

Para Pedro Sobrado, a doação desses materiais dá um “renovado sinal” de que o programa de cooperação estabelecido em 2019 é mais do que uma montra de boas intenções políticas e institucionais, num reforço da relação entre as entidades envolvidas e da responsabilidade de todos.

A ministra portuguesa da Cultura, Graça Fonseca, disse que a doação é parte de um projeto que teve início em 2019 e que se prolonga até 2022, com um programa de formação que envolve diversas áreas, a terem lugar na Praia e no Mindelo.

“Este memorando é por isso mais do que os seus propósitos concretos, é símbolo de um trabalho que o Teatro Nacional São João tem vindo a desenvolver com a Cultura de Cabo Verde”, salientou a ministra, referindo que tem como eixo central o espetáculo “Kastrokriola”, que será apresentado hoje, na cidade da Praia, após a estreia no Porto e a apresentação também no Mindelo.

O espetáculo, do dramaturgo cabo-verdiano Caplan Neves, que resulta de uma residência artística, acontece no âmbito de um acordo de cooperação entre os ministérios da Cultura e das Indústrias Criativas, de Cabo Verde, e da Cultura, de Portugal, e o Teatro Nacional São João.

Para o ministro da Cultura de Cabo Verde, Abraão Vicente, o país recebe com “a maior abertura institucional” parte da história do TNSJ, e o equipamento técnico e bibliográfico representa o início da montagem de uma estrutura para futuros teatros nacionais em Cabo Verde.

O ministro avançou que grande parte dos equipamentos vão para o Centro Cultural do Mindelo (CCM), que é a instituição em Cabo Verde que melhor poderá acolhê-los, até a criação de um teatro nacional, independentemente da ilha a ser instituída.

Depois da assinatura, a ministra Graça Fonseca visitou a Cidade Velha e, na terça-feira, vai ao Campo de Concentração do Tarrafal, onde também vai assinar um memorando de entendimento, mas sobre a cooperação para proteção, conservação, salvaguarda e divulgação do património cultural.

RIPE // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS