Sporting suspende diretor condenado por violência doméstica

Miguel Albuquerque, o principal rosto das modalidades do Sporting, foi condenado pelo Tribunal Criminal de Lisboa a dois anos e dois meses de prisão, com pena suspensa, devido a violência doméstica.

Sporting suspende diretor condenado por violência doméstica

Sporting suspende diretor condenado por violência doméstica

Miguel Albuquerque, o principal rosto das modalidades do Sporting, foi condenado pelo Tribunal Criminal de Lisboa a dois anos e dois meses de prisão, com pena suspensa, devido a violência doméstica.

O Sporting Clube de Portugal suspendeu, com efeito imediato, Miguel Albuquerque, condenado a pena suspensa por violência doméstica. “O Sporting Clube de Portugal vem por este meio comunicar que em virtude das notícias hoje vindas a público sobre o Director-Geral das Modalidades, Miguel Albuquerque, o seu contrato de trabalho encontra-se suspenso com efeitos imediatos”, fez saber o clube através de comunicado.

Miguel Albuquerque, o principal rosto das modalidades do Sporting, foi condenado pelo Tribunal Criminal de Lisboa a dois anos e dois meses de prisão, com pena suspensa, no ano passado. O caso, revelado pelo Correio da Manhã, está relacionado com violência doméstica exercida sobre a ex-mulher, que trabalha igualmente nas modalidades dos ‘leões’.

LEIA AINDA

Cinco detidos em operação da PSP contra tráfico de droga em Leiria e Marinha Grande

“Olho por olho dente por dente. Vais pagar por tudo. Vou-te rebentar a vida toda. És lixo. Não vales nada. Nunca te vou deixar ir”, é o exemplo das mensagens que constam no processo e que Miguel Albuquerque enviou à ex-mulher. É mesmo referido que o dirigente chegou a enviar 52 mensagens escritas num espaço de 15 minutos.

Miguel Albuquerque chegou a enviar à ex-mulher 52 mensagens em 15 minutos

De acordo com a juiza, ficou provado que o diretor-geral das modalidades leoninas humilhou, perseguiu e maltratou física e psicologicamente a antiga companheira. Algo que chegou mesmo a fazer na presença da filha de ambos, ainda menor. É relatado que o dirigente também perseguiu a ex-mulher de carro, com a intenção “de amedrontar e forçar esta a imobilizar a viatura em que circulava”. Nessa ocasião, o carro da ex-mulher acabou por bater no seu, fazendo com que mãe e filha recebessem tratamento hospitalar. Miguel Albuquerque foi ainda à casa da ex-mulher, forçando a abertura. De acordo com o jornal, o Sporting diz desconhecer a sentença aplicada ao homem forte das modalidades do clube.

Impala Instagram


RELACIONADOS