Sobe para 68 número de feridos em sismo na Turquia

Pelo menos 68 pessoas ficaram feridas esta madrugada após um terramoto de magnitude 5,9 que atingiu a província turca de Düzce, 200 quilómetros a leste de Istambul, sem causar vítimas mortais.

Sobe para 68 número de feridos em sismo na Turquia

Sobe para 68 número de feridos em sismo na Turquia

Pelo menos 68 pessoas ficaram feridas esta madrugada após um terramoto de magnitude 5,9 que atingiu a província turca de Düzce, 200 quilómetros a leste de Istambul, sem causar vítimas mortais.

O terramoto, que também foi sentido fortemente em Ancara e Istambul, bem como nas províncias de Bolu, Sakarya, Zonguldak, Kocaeli, Bursa, Bilecik, Izmir e Kütahya, registou-se às 04:08 locais (01:08 em Lisboa), disse a Autoridade de Gestão de Catástrofes e Emergências (AFAD) da Turquia.

O epicentro foi localizado na província de Düzce, a uma profundidade de 6,81 quilómetros, acrescentou a AFAD.

O Ministro do Interior turco Süleyman Soylu disse não ter sido relatada até ao momento qualquer morte ou desmoronamento de edifícios.

O tremor de terra acordou cidadãos em pânico, especialmente em Düzce, onde ainda persistem as memórias do terramoto de magnitude 7,2 de 1999, que matou 710 pessoas e feriu 2.679.

As pessoas fugiram das suas casas, algumas pelas janelas, e passaram a noite ao ar livre, não ousando regressar a casa, pois as réplicas continuaram, com o AFAD a registar um total de 123, a mais forte das quais com uma magnitude de 4,3.

Muitos ficaram feridos e a CNNTürk relatou que muitos dos feridos chegaram ao hospital estatal de Düzce a pé. 

O ministro da Saúde, Fahrettin Koca, disse que pelo menos 68 pessoas ficaram feridas, entre os quais um cidadão afegão de 28 anos que saltou de um primeiro andar e sofreu um AVC, encontrando-se em estado grave. 

Koca relatou que 26 dos 68 feridos ainda se encontram hospitalizados, e exceto para os afegãos, nenhum deles está em perigo de vida. 

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, também confirmou no parlamento que não foram relatados danos graves. 

“Embora o terramoto de Gölyaka tenha causado danos em muitos edifícios, felizmente não enfrentámos grandes colapsos nem perdas”, disse o presidente. 

Várias equipas de salvamento e ambulâncias foram enviadas para Düzce, onde foram aplicados cortes de energia como medida de precaução, e as escolas permanecerão fechadas hoje, tanto em Düzce como em três cidades vizinhas.

A Turquia está situada numa das zonas sísmicas mais ativas do mundo.

 

PRZ/APN // APN

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS