Sismo na Madeira corta três estradas e deixa quatro condicionadas

Milhares de pessoas fugiram para as ruas da Madeira após um sismo de magnitude 5.3.

Sismo na Madeira corta três estradas e deixa quatro condicionadas

Sismo na Madeira corta três estradas e deixa quatro condicionadas

Milhares de pessoas fugiram para as ruas da Madeira após um sismo de magnitude 5.3.

Três estradas regionais encontram-se encerradas e outras quatro estão com trânsito condicionado devido sismo sentido na Madeira na noite de sábado, informou este domingo o Governo Regional.

LEIA DEPOIS
Meteorologia: Previsão do tempo para esta segunda-feira

Ao princípio da noite de sábado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) informava que pelas 20h58 (hora local) “foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 5,1 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 40 quilómetros a sul do Funchal”.

Sismo foi sentido na noite de sábado

O aviso do IPMA adiantava ainda que o sismo, de acordo com a informação disponível na altura, não tinha causado danos pessoais ou materiais e tinha sido sentido com intensidade máxima V (escala de Mercalli modificada) nos concelhos de Funchal e Santa Cruz (ilha da Madeira) e com intensidade menor em diversos outros concelhos na ilha da Madeira.

Foi ainda sentido em Porto Santo com intensidade de III/IV, acrescentava o IPMA, apontando que tinham sido recebidos mais de 200 testemunhos do sismo ter sido sentido.

Em consequência do tremor de terra, a Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas (SREI), através da Direção Regional de Estradas (DRE), em nota de imprensa hoje divulgada, informa que se encontram encerradas as estradas regionais, afetadas pelo sismo, “1.ª secção ER 103 – entre o Terreiro da Luta e o Poiso; 2.ª secção ER 103 – entre a Achada do Cabouco (São Roque do Faial) e as Cruzinhas (Faial) e 3.ª secção ER 101 (VE1) – entre a rotunda da Fajã da Areia e a rotunda da Ponta Delgada”.

Com o trânsito condicionado encontram-se as seguintes Estrada Regionais: 1.ª secção ER 107-1 – entre a Ribeira da Lapa e a Eira do Serrado; 3.ª secção ER 211 – entre a Fajã da Areia e a Ponta Delgada e ER 228 – entre a Encumeada e o Rosário e 4.ª secção ER 105 – entre a Encumeada e a Serra de Agua.

A ER 222, entretanto, já foi reaberta, estando, no entanto, interdito o trânsito pesado.

A SREI adianta ainda que também que foram mobilizados os meios da Direção Regional de Estradas, com vista à realização de inspeções, bem como pessoal para fazer limpeza de estradas e que nas situações em que a pedras são de grande dimensão, foram mobilizados equipamentos pesados, recorrendo a contrato de aluguer.

“Ao longo da próxima semana iremos continuar a avaliar os eventuais danos e algumas encostas sobranceiras a estradas regionais”, informa, acrescentando que “a DRE se encontra a trabalhar em articulação com o Serviço Regional de Proteção Civil”.

LEIA MAIS
Bactéria na saliva dos cães mata mulher e leva homem a ser amputado

 

Impala Instagram


RELACIONADOS