Sinistros participados devido à Leslie custam 70 ME às seguradoras

Sinistros participados devido à Leslie custam 70 ME às seguradoras

A tempestade Leslie, que atingiu Portugal nos dias 13 e 14, originou 28 mil sinistros com um custo estimado de 70 milhões de euros, segundo dados atualizados hoje pela Associação Portuguesa de Seguradores.

Em comunicado, a APS explica que, de acordo com o inquérito feito junto das empresas de seguro associadas, registou-se até ao momento a participação de 28 mil sinistros cobertos por apólices de seguros, a que corresponde a um valor agregado de danos, pagos e provisionados de 70 milhões de euros.

Estes últimos dados representam um aumento de oito mil comunicações de sinistro e um, consequente, acréscimo de 25 milhões de euros nos custos estimados, face ao que tinha sido comunicado no dia 23.

A nota refere que dos sinistros participados a maior parte dos prejuízos diz respeito a seguros de habitações e a seguros de atividades comerciais e industriais.

Entretanto, na sexta-feira, a seguradora Aon estimou que o furacão Leslie tenha causado prejuízos superiores a 100 milhões de euros, sendo que, destes, 60 milhões “dizem respeito a prejuízos seguros”.

Em 13 e 14 de outubro, a passagem da tempestade Leslie por Portugal provocou 28 feridos ligeiros e 61 desalojados, originando mais de 2.000 ocorrências comunicadas à Proteção Civil, sobretudo na região centro do país.

FYS (ALYN/CSS) // MLS

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Sinistros participados devido à Leslie custam 70 ME às seguradoras

A tempestade Leslie, que atingiu Portugal nos dias 13 e 14, originou 28 mil sinistros com um custo estimado de 70 milhões de euros, segundo dados atualizados hoje pela Associação Portuguesa de Seguradores.