Simone de Oliveira regressa aos palcos com “O Alfaiate de Odessa” em Carregal do Sal

Simone de Oliveira regressa aos palcos no papel de Yaryna, uma ucraniana de quase 90 anos protagonista da peça “O Alfaiate de Odessa”, em cena a partir de 07 de dezembro no Centro Cultural de Carregal do Sal.

Simone de Oliveira regressa aos palcos com

Simone de Oliveira regressa aos palcos com “O Alfaiate de Odessa” em Carregal do Sal

Simone de Oliveira regressa aos palcos no papel de Yaryna, uma ucraniana de quase 90 anos protagonista da peça “O Alfaiate de Odessa”, em cena a partir de 07 de dezembro no Centro Cultural de Carregal do Sal.

Simone de Oliveira, de 84 anos, despediu-se dos palcos em 29 de março com um concerto intitulado “Sim, sou eu”, no Coliseu de Lisboa, pondo fim a uma carreira de 65 anos.

A artista volta agora ao palco para interpretar Yaryna, nesta peça de Sandra Leal, uma personagem que era para ser interpretada por Manuela Maria, mas que, por conselho médico, não participa no elenco.

“Já há algum tempo que Simone de Oliveira era para trabalhar connosco, até porque gosta muito deste tipo de projetos descentralizados e que envolvam jovens e adultos das comunidades, mas nunca houve possibilidade de o fazer. Houve agora e estamos todos muito contentes por isso”, disse à Lusa Sandra Leal.

Encenada por António Leal, “O Alfaiate de Odessa” é uma peça “intimista, um bocadinho solene, sob a forma musicada, embora não seja um musical tradicional”, acrescentou Sandra Leal, sublinhando que Simone de Oliveira irá cantar “pontualmente”.

A peça passa-se num contexto de guerra, que remete para a Ucrânia, tal como o título indica, mas “pretende ser uma peça sobre paz e a esperança de dias melhores”, frisou.

A ação centra-se na cidade portuária de Odessa que, devido à guerra, parece agora “um postal antigo e queimado pelo sol”, lê-se na sinopse.

Uma cidade de onde fugiram quase todos, mas onde permaneceu Vadym (Carlos Quintas), um solitário morador e que deve a Yaryna uma vida sem solidão, pois esta já assistiu a muitas guerras e não quer fugir.

Sem idade para recomeçar, Yaryna, que herdara a máquina de costura do seu pai, ensinou a Vadym a arte de dar vida aos tecidos quando ele era apenas um miúdo perdido nas ruas de Odessa e ela o acolheu.

Produzida pela Contracanto, a peça tem música de Simon Wadsworth e conta ainda com interpretações de Helena Montez, Diogo Martins e do grupo Contracanto, com participação comunitária.

“O Alfaiate de Odessa” vai estar em cena no Centro Cultural de Carregal do Sal, no distrito de Viseu, entre 07 e 11 de dezembro e de 16 a 18 do mesmo mês.

Dias 07 e 08 de janeiro de 2023, a peça será representada no Centro Cultural de Tábua, no distrito de Coimbra.

CP // TDI

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS