Segunda vacina contra a ébola começou a ser usada na RDCongo – Médicos Sem Fronteiras

A introdução de uma segunda vacina contra a epidemia do vírus Ébola arrancou hoje em Goma, no leste da República Democrática do Congo, anunciou a organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) à Agência France Presse.

Segunda vacina contra a ébola começou a ser usada na RDCongo - Médicos Sem Fronteiras

Segunda vacina contra a ébola começou a ser usada na RDCongo – Médicos Sem Fronteiras

A introdução de uma segunda vacina contra a epidemia do vírus Ébola arrancou hoje em Goma, no leste da República Democrática do Congo, anunciou a organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) à Agência France Presse.

O uso da vacina, produzida pela Janssen Pharmaceuticals para a Johnson & Johnson, “terá como alvo 50.000 pessoas num período de quatro meses”, diz a Médicos Sem Fronteiras.

Mais de 250.000 pessoas já receberam uma dose de outra vacina desde o início da epidemia na região, em agosto de 2018.

Ébola é uma doença rara grave causada por um vírus com o mesmo nome.

As taxas de mortalidade em doentes que contraíram a doença variaram entre 25% e 90%, em surtos anteriores, tendo o maior registado até à data ocorrido na África Ocidental em 2014-2016, causando mais de 11.000 mortes.

O atual surto na RDCongo, causado pelo Ébola Zaire, revelou taxas de mortalidade de cerca de 67%.

Mais de 3.000 pessoas foram infetadas com o vírus Ébola durante o atual surto, que, em julho, foi declarado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) uma emergência de saúde pública de âmbito internacional.

SO (IG) // SB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS