Seca: “É um problema de todos” e “temos feito gestão responsável” das barragens — EDP

O presidente da EDP disse hoje que a empresa tem feito uma “gestão responsável” das barragens, operando dentro dos parâmetros normais e considerou que a seca “é um problema de todos”

Seca:

Seca: “É um problema de todos” e “temos feito gestão responsável” das barragens — EDP

O presidente da EDP disse hoje que a empresa tem feito uma “gestão responsável” das barragens, operando dentro dos parâmetros normais e considerou que a seca “é um problema de todos”

Lisboa, 17 fev 2022 (Lusa) — O presidente executivo da EDP disse hoje que a empresa tem feito uma “gestão responsável” das barragens, operando dentro dos parâmetros normais e considerou que a seca “é um problema de todos”, não tendo havido exagero nas restrições do Governo.

“Nós temos feito uma gestão responsável [das barragens], articulada com todas as autoridades e dentro daquilo que são as quotas normais de funcionamento das centrais”, afirmou Miguel Stilwell d’Andrade, em conferência de imprensa sobre os resultados de 2021.

Para o responsável da elétrica, que tem a concessão de várias barragens em Portugal, a seca que o país atravessa “é um problema de todos”, pelo que a empresa permanece atenta aos níveis das albufeiras, assegurando os usos prioritários da água.

O Governo restringiu, no início de fevereiro, o uso de várias barragens para produção de eletricidade e para rega agrícola devido à seca em Portugal continental.

Para já, há quatro barragens cuja água só será usada para produzir eletricidade cerca de duas horas por semana, garantindo “valores mínimos para a manutenção do sistema: Alto Lindoso e Touvedo, no distrito de Viana do Castelo, Cabril (Castelo Branco) e Castelo de Bode (Santarém).

Questionado pelos jornalistas, o presidente executivo da EDP disse não pensar que tenha havido exagero por parte do Governo nas medidas adotadas.

“Nós estamos aqui para fazer parte da solução, isso para nós é claríssimo”, garantiu Stilwell d’Andrade, esclarecendo que a operação nas barragens está dentro das quotas previstas nos contratos de concessão e que todo o processo tem sido articulado com as várias autoridades competentes.

“Somos bons cidadãos, estamos aqui do lado da solução”, frisou Stilwell d’Andrade.

MPE (APN) // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS