Sam The Kid nos Coliseus de Lisboa e Porto com banda e orquestra

Sam The Kid, rapper e produtor português, estreia-se solo nos Coliseus de Lisboa e do Porto, em outubro e em novembro, respetivamente, com dois concertos «únicos e irrepetíveis», acompanhado de orquestra e banda, foi hoje anunciado.

Sam The Kid nos Coliseus de Lisboa e Porto com banda e orquestra

Sam The Kid nos Coliseus de Lisboa e Porto com banda e orquestra

Sam The Kid, rapper e produtor português, estreia-se solo nos Coliseus de Lisboa e do Porto, em outubro e em novembro, respetivamente, com dois concertos «únicos e irrepetíveis», acompanhado de orquestra e banda, foi hoje anunciado.

Sam The Kid, rapper e produtor português, estreia-se solo nos Coliseus de Lisboa e do Porto, em outubro e em novembro, respetivamente, com dois concertos «únicos e irrepetíveis», acompanhado de orquestra e banda, foi hoje anunciado.

«Dias 18 de outubro, em Lisboa, e 08 de novembro, na Cidade Invicta, Samuel Mira entrará em palco ao lado da sua banda de sempre (Fred Ferreira, Francisco Rebelo, João Gomes e DJ Cruzfader) mas também com uma Orquestra de 24 elementos, dirigida pelo maestro Pedro Moreira, para dois concertos únicos e irrepetíveis», refere a produtora Faded, num comunicado hoje divulgado.

A estreia de Sam The Kid a solo nos Coliseus de Lisboa e do Porto marca também o regresso de um dos mais respeitados rappers e produtores portugueses, ao fim de dez anos, aos concertos em nome próprio.

O primeiro álbum do rapper e produtor de Chelas, que este ano completa 40 anos, ‘Entre(tanto)’, foi editado em 1999, e estes dois concertos servirão para «comemorar essa efeméride, mais uma vez de forma avassaladora, como nos últimos vinte anos».

Além da carreira a solo, que inclui ainda os álbuns ‘Sobre(tudo)’ (2002), ‘Beats Vo1: Amor’ (2002) e ‘Pratica(mente)’ (2006), Sam The Kid faz parte dos Orelha Negra, faz dupla com Mundo Segundo e integra, com Beware Jack, o projeto Classe Crua, cujo primeiro álbum foi editado em junho. Com Carlão, assinou a banda sonora do filme «O Crime do Padre Amaro», de Carlos Coelho da Silva, de 2005.

Em 2016, lançou a plataforma TV Chelas, através da qual editou, no ano passado a compilação ‘Mechelas«, composta por 18 faixas, na qual entram ainda mais artistas, já que vários temas são colaborações, e que inclui o primeiro tema que gravou sozinho nos últimos dez anos: “Sendo Assim”.

Os bilhetes para os concertos nos Coliseus já estão à venda e os preços variam entre os 20 e os 25 euros.

LEIA MAIS

Agente da PSP apanhado com 3 fardos de haxixe no carro

Previsão do tempo para terça-feira, 9 de julho

 

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS