Resposta contra Ébola na RDCongo sob supervisão do chefe de Estado

A condução do combate ao Ébola na República Democrática do Congo “está sob a supervisão” do chefe de Estado, anunciou hoje a presidência, depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado uma urgência de saúde mundial.

Resposta contra Ébola na RDCongo sob supervisão do chefe de Estado

Resposta contra Ébola na RDCongo sob supervisão do chefe de Estado

A condução do combate ao Ébola na República Democrática do Congo “está sob a supervisão” do chefe de Estado, anunciou hoje a presidência, depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado uma urgência de saúde mundial.

Um comité de especialistas vai assegurar a coordenação de combate ao Ébola “sob a direção do professor Jean-Jacques Muyambe Tamfum”, acrescentou a presidência, num comunicado.

Atual diretor do Instituto Nacional de Investigação biomédica de Kinshasa, este médico congolês “fez parte da equipa que investigou o primeiro surto conhecido da doença do vírus Ébola em 1976”, lê-se no ‘site’ da OMS.

Declarada em 01 de agosto, a epidemia de febre hemorrágica já provocou a morte a 1.715 pessoas, principalmente na região de Beni e Butembo, de acordo com o último boletim de saúde hoje divulgado.

O anúncio de que o combate ao Ébola está sob a alçada do Presidente Félix Tshisekedi acontece três dias depois da OMS ter elevado a epidemia ao nível de “urgência de saúde pública de interesse internacional”.

Na sexta-feira, a Direção-Geral da Saúde portuguesa desaconselhou as viagens à República Democrática do Congo e sugeriu, nos casos de viagem indispensável, que se lave e descasque fruta e vegetais antes de consumir, e que se evite carne de caça.

ALU (SO) // TDI

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS