Receção ao campista no festival Sudoeste com Ghastly e os portugueses Putzgrilla e Zinko

O festival Sudoeste dá hoje início à 23.ª edição, na Zambujeira do Mar, concelho de Odemira, com a receção ao campista, que vai contar com o norte-americano Ghastly, além dos portugueses Putzgrilla e Zinko.

Receção ao campista no festival Sudoeste com Ghastly e os portugueses Putzgrilla e Zinko

Receção ao campista no festival Sudoeste com Ghastly e os portugueses Putzgrilla e Zinko

O festival Sudoeste dá hoje início à 23.ª edição, na Zambujeira do Mar, concelho de Odemira, com a receção ao campista, que vai contar com o norte-americano Ghastly, além dos portugueses Putzgrilla e Zinko.

Até sábado, o festival organizado pela Música no Coração vai receber nomes como Anitta, Steve Aoki, Kura, 6lack, Russ, Rita Ora, Joss Stone, para além do cabeça de cartaz Post Malone, que sobe ao palco na quinta-feira.

A partir de quarta-feira e até sábado, o festival vai ter um palco dedicado a novos talentos, com programação a cargo de Blaya, Jimmy P, Carolina Deslandes e Piruka.

Para esta 23.ª edição do festival Sudoeste, que arranca efetivamente na quarta-feira, a organização espera uma “enchente” de 160 mil festivaleiros, a maior desde 2011, na Herdade da Casa Branca, Zambujeira do Mar, Odemira, no distrito de Beja.

“Já não me lembrava de uma enchente destas desde 2011, que foi o ano do Eddie Vedder, e de facto ao dia de hoje já ultrapassámos as 32 mil pessoas por dia nas bilheteiras do festival, o que permite estabelecer como meta as 40 mil pessoas por dia”, disse o promotor, Luís Montez, em declarações à agência Lusa, na segunda-feira, num circuito pelo recinto.

Para a “enchente” de público que é esperada, até sábado, a organização apostou num cartaz musical “fortíssimo”, dirigido a diferentes públicos, com destaque para Anitta, na abertura do festival (quarta-feira), Post Malone, na quinta-feira, e Joss Stone e Timmy Trumpet, no sábado.

“Este ano, temos dois picos de público, na quarta e na quinta-feira, com as atuações de Anitta e Post Malone, que atraem mais público ao festival, além do que adquire passe para todos os dias. Estamos a falar do público mais novo, que ainda não tem autorização dos pais para acampar no Sudoeste”, explicou Luís Montez à Lusa.

Para fazer face ao aumento de público previsto este ano, a organização, que começou a montagem do festival há cerca de um mês, garantiu “mais segurança e limpeza” no interior do recinto e “mais estacionamento” junto à Herdade da Casa Branca, onde decorre o festival.

Além do cartaz musical, o convívio, o campismo, os mergulhos no canal e a praia são outros dos “ingredientes” que tornam o Festival Meo Sudoeste num dos mais atrativos para o público jovem, que, desde o último fim de semana, chega às centenas para uma semana de férias no litoral alentejano.

Depois de no ano passado ter recebido 147 mil pessoas, o festival abre na quarta-feira.

Mas hoje, em jeito de “aquecimento”, tem lugar a habitual receção ao campista, a partir das 23:00, com as atuações de Zinko, Putzgrilla e Ghastly.

HYN/TDI/MAG // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS