Quatro filmes portugueses no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Macau

O Festival Internacional de Curtas-Metragens de Macau vai exibir quatro filmes de Portugal, anunciou a organização em comunicado.

Quatro filmes portugueses no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Macau

Quatro filmes portugueses no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Macau

O Festival Internacional de Curtas-Metragens de Macau vai exibir quatro filmes de Portugal, anunciou a organização em comunicado.

Dos mais de quatro mil filmes e vídeos submetidos a concurso, de 123 países, foram escolhidos 111 para serem exibidos no festival, entre 01 e 08 de dezembro.

“Carpinteiro de Papel”, realizado por Daniel Araújo Medina e Renata de Carvalho Pinto Bueno, competem na categoria de documentários, enquanto “A Boneca de Kafka”, de Bruno Simões, “Polvo”, de Catarina Sobral, e “A Criação” de José-Manuel Xavier integram a lista das curtas-metragens de animação.

“Bonita”, de Mariana França de Lima e “Fantasma Neon”, realizado por Leonardo Martinelli, são os dois filmes brasileiros a concurso, o primeiro na categoria de documentários, o segundo em ficção.

As curtas-metragens vão ser exibidas no Teatro Capitol em mais de 30 sessões.

“O Festival Internacional de Curtas Metragens de Macau ajuda os amantes do cinema a conhecer as atuais ficções, documentários e animações mundiais”, disse a diretora.

“Este festival, que se realiza anualmente, permite alargar o conhecimento de outras técnicas, partilha outras realidades, e reúne realizadores e outros profissionais para futuras parcerias”, acrescentou Lúcia Lemos.

O Festival Internacional de Curtas Metragens de Macau é constituído por curtas produções independentes de reduzido orçamento.

O evento assinala 13 anos de vida, tendo começado, em 2010, como Sound & Image Challenge (Desafio Som & Imagem), um concurso audiovisual para talentos locais, numa iniciativa que “visava oferecer visibilidade e emprego a profissionais independentes em som e imagem nas indústrias cinematográfica e musical, promovendo as indústrias criativas de Macau no setor audiovisual e descobrir novos talentos”, segundo a organização.

JMC // EJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS