PSP condenado a 12 anos de cadeia por violar amiga da filha

Um agente da PSP, colocado na Escola Prática da Polícia de Torres Novas, foi condenado a 12 anos de prisão por violar uma amiga da filha menor.

PSP condenado a 12 anos de cadeia por violar amiga da filha

PSP condenado a 12 anos de cadeia por violar amiga da filha

Um agente da PSP, colocado na Escola Prática da Polícia de Torres Novas, foi condenado a 12 anos de prisão por violar uma amiga da filha menor.

Um agente da PSP, colocado na Escola Prática da Polícia de Torres Novas, foi condenado pelo Tribunal de Santarém a 12 anos de prisão por violar uma amiga da filha menor. Foi condenado por 21 crimes de ato sexual com criança e 1 de ato sexual com adolescente. Quando os abusos começaram, a vítima, amiga da filha, ambas menores, tinha apenas 13 anos. À data do último abuso, dezembro de 2019, já esta tinha 14 anos.

A menina era abusada pelo PSP quando pernoitava em casa deste, por ser amiga da filha. Tudo começou na casa, co carícias, mas os abusos adensaram-se e passaram a atos consumados dentro e fora de casa, isto por que o homem passou a ir buscar a vítima à escola e levá-la para sítios ermos. A vítima era obrigada a manter os abusos em silêncio.

Segundo o CM, o caso só foi descoberto por acidente. A vítima queria enviar um vídeo a acariciar-se para o arguido e acabou por enviá-lo para a própria mãe, que apresentou queixa.

A menor é agora seguida por psiquiatras e o arguido arrisca expulsão da PSP. Como pena acessória, o arguido não pode exercer profissão e funções públicas ou privadas que envolvam contactos com menores nos próximos 20 anos.

Em tribunal, o homem disse que foi seduzido pela vítima, alegações ignoradas pelo coletivo de juízes

Impala Instagram


RELACIONADOS