PS agradece a Marta Temido por “excelente mandato”

O PS agradeceu a Marta Temido pelo “excelente mandato” como ministra da Saúde, dizendo que seria “um milagre” se tudo tivesse corrido sempre bem e salientando que é sempre preciso “continuar a fazer”.

PS agradece a Marta Temido por

PS agradece a Marta Temido por “excelente mandato”

O PS agradeceu a Marta Temido pelo “excelente mandato” como ministra da Saúde, dizendo que seria “um milagre” se tudo tivesse corrido sempre bem e salientando que é sempre preciso “continuar a fazer”.

“O PS quer hoje, de forma pública e inequívoca, dizer obrigado à dra. Marta Temido, obrigado pelos anos em que esteve à frente do Ministério da Saúde“, afirmou o deputado e dirigente do PS Porfírio Silva, numa reação no parlamento à demissão da ministra, anunciada hoje de madrugada. Porfírio Silva destacou, em particular, os “anos terríveis” da pandemia de covid-19, considerando que Marta Temido esteve presente “todos os dias, todas as horas, como mais uma trabalhadora essencial”. “Cumpriu bem, como as instituições internacionais reconheceram. Portugal teve dos melhores desempenhos mundiais no combate à pandemia”, elogiou.

Para ler depois
Santa Maria diz que morte de grávida podia ter acontecido se não tivesse sido transferida
O Hospital de Santa Maria esclareceu hoje que a morte da grávida este sábado, durante a transferência para o Hospital São Francisco Xavier, “foi inesperada” e que o desfecho poderia ter sido igual se a mulher permanecesse naquela unidade de saúde (… continue a ler aqui)

«Obrigado, Marta Temido»

O deputado e membro do Secretariado Nacional do PS realçou ainda que Marta Temido “pertenceu aos Governos do PS que inverteram o ciclo de desinvestimento no SNS”. “Obrigado, dra. Marta Temido, é a palavra que os portugueses e o PS têm para si”, afirmou, acrescentando que a ministra fez “um excelente mandato e deu tudo de si”.

Questionado se o PS não admite falhas nestes mandatos da ministra da Saúde, Porfírio Silva admitiu que “é impossível a qualquer governo ou qualquer governante fazer tudo o que há a fazer pelo país”. “É sempre preciso continuar a fazer, fez-se um caminho, seria um milagre extraordinário se, no meio das circunstâncias, tudo tivesse corrido sempre excelentemente (…) Certamente há mais a fazer, a própria ministra estava a trabalhar em novas formas de organização do SNS”, salientou.

Impala Instagram


RELACIONADOS