Proteção Civil apela a população para ter tolerância zero com uso do fogo

Proteção Civil apela a população para ter tolerância zero com uso do fogo

A Autoridade apelou hoje para que a população tenha tolerância zero com o uso de fogo em espaços rurais, alertando que as atuais condições atmosféricas aumentam os riscos de incêndio.

Lisboa, 04 out (Lusa) – A Autoridade Nacional De Proteção Civil (ANPC) apelou hoje para que a população tenha tolerância zero com o uso de fogo em espaços rurais, alertando que as atuais condições atmosféricas aumentam os riscos de incêndio.

Em declarações esta tarde à agência Lusa na sede da ANPC em Carnaxide, concelho de Oeiras, o Comandante Operacional Pedro Nunes quis fazer “um pedido especial”, sobretudo à população das zonas mais rurais do pais, para que adiem “todos os trabalhos agrícolas que envolvam o manuseamento do fogo”.

“Pese embora já estarmos em outubro, continuamos a viver um período sem precipitação e sem precipitação o risco de incêndio aumenta. Esta ausência de precipitação não permite que as atividades tradicionais do mundo rural recorrendo ao uso do fogo possam ser feitas de forma segura”, alertou.

O responsável da ANPC referiu que estas proibições devem vigorar pelo menos até ao dia 15 de outubro, data para a qual foi alargado o período crítico, acrescentando que nos últimos dias o quadro meteorológico é de uma “corrente de leste, com pouca humidade relativa, acompanhada de vento quente e seco, situação que “influencia os materiais combustíveis”.

Relativamente aos distritos mais críticos, Pedro Nunes destacou os de Viana do Castelo, Braga, Porto e Aveiro, que estão em alerta laranja.

FYS // JMR

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Proteção Civil apela a população para ter tolerância zero com uso do fogo

A Autoridade apelou hoje para que a população tenha tolerância zero com o uso de fogo em espaços rurais, alertando que as atuais condições atmosféricas aumentam os riscos de incêndio.