Professores concentrados na Praça do Município exigem que

Professores concentrados na Praça do Município exigem que “tempo é para contar”

Os manifestantes juntaram-se atrás do pelourinho central da praça e começaram a gritar palavras de ordem mal terminaram os discursos do presidente da Câmara de Lisboa e de Marcelo.

Lisboa, 05 out (Lusa) – Mais de meia centena de professores concentraram-se hoje na Praça do Município, em Lisboa, onde decorreram as comemorações do 05 de Outubro, gritando que “o tempo é para contar, não é para apagar”.

Os manifestantes juntaram-se atrás do pelourinho central da praça, depois das ‘baias’ de segurança, e começaram a gritar palavras de ordem mal terminaram os discursos do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

“O tempo é para contar, não é para apagar”, ouviu-se.

Os professores fizeram-se acompanhar de cartazes com a mensagem “A República respeita os professores, o Governo não”.

FYM/TYS // VAM

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Professores concentrados na Praça do Município exigem que “tempo é para contar”

Os manifestantes juntaram-se atrás do pelourinho central da praça e começaram a gritar palavras de ordem mal terminaram os discursos do presidente da Câmara de Lisboa e de Marcelo.