Proclamação de Carlos III repetida em Edimburgo

A proclamação do Rei Carlos III como novo monarca do Reino Unido foi oficializada hoje em Edimburgo, um dia após a cerimónia em Londres, com a leitura do edital, toque de trombetas e salvas de canhão. 

Proclamação de Carlos III repetida em Edimburgo

Proclamação de Carlos III repetida em Edimburgo

A proclamação do Rei Carlos III como novo monarca do Reino Unido foi oficializada hoje em Edimburgo, um dia após a cerimónia em Londres, com a leitura do edital, toque de trombetas e salvas de canhão. 

Tal como em Belfast, capital da Irlanda do Norte, e Cardiff, no País de Gales, a convenção foi cumprida com a participação de vários regimentos militares e representantes das autoridades locais, incluindo a primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon. 

Apos o toque de trombetas, a Proclamação foi lida primeiro às 12:00 junto à Cruz de Mercat, uma coluna histórica que marcava o local onde era autorizada a troca de bens, junto à Catedral de Santo Egídio. 

A coluna de pedra tem no cimo um unicórnio, o animal nacional da Escócia. 

“O Príncipe Charles Philip Arthur George é agora, após a morte da nossa falecida Soberana de memória feliz, o nosso único Lorde Leige legal e legítimo, Carlos III, pela graça de Deus do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, e de  outros reinos e territórios, Rei, chefe da Commonwealth, Defensor da Fé”, anunciou. 

No final, gritou “God Save the King”, o hino nacional foi tocado pela banda militar e entoado pela multidão e foram dados três urras.

Um manifestante republicano que gritou algo imperceptível foi detido imediatamente, sem perturbar o protocolo coreografado ao minuto na qual os dignatários se apresentaram com indumentárias cerimoniais, incluindo chapéus de bico e perucas.  

Seguiu-se o disparo de 21 salvas de canhão do Castelo de Edimburgo, em cuja entrada foi realizada uma segunda leitura às 12:30.

Mais tarde chega a Edimburgo o caixão com o corpo da rainha Isabel II, que partiu em cortejo às 10:00 do Castelo de Balmoral.  

Ao assinar o juramento enquanto Rei, Carlos III comprometeu-se no sábado a “seguir o exemplo inspirador” da sua mãe, manifestando-se “profundamente consciente da grande herança, deveres e pesada responsabilidade” da monarquia.

“Ao tomar estas responsabilidades, lutarei por seguir o exemplo inspirador que me precede, mantendo o governo constitucional, e procurando a paz, harmonia e prosperidade dos povos destas ilhas”, declarou o novo Rei.

A Rainha Isabel II morreu aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia, após mais de 70 anos do mais longo reinado da história do Reino Unido.

Elizabeth Alexandra Mary Windsor nasceu em 21 de abril de 1926, em Londres, e tornou-se Rainha de Inglaterra em 1952, aos 25 anos, na sequência da morte do pai, George VI, que passou a reinar quando o seu irmão abdicou.

Após a morte da monarca, o seu filho primogénito assume aos 73 anos as funções de rei como Carlos III.

BM (APN) // SLX

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS