Primeiro Óscar da noite para Brad Pitt como melhor ator secundário

O primeiro Óscar da 92.ª edição dos prémios da Academia de Hollywood foi entregue a Brad Pitt como melhor ator secundário, pelo desempenho em “Era Uma Vez em… Hollywood”, de Quentin Tarantino.

Primeiro Óscar da noite para Brad Pitt como melhor ator secundário

Primeiro Óscar da noite para Brad Pitt como melhor ator secundário

O primeiro Óscar da 92.ª edição dos prémios da Academia de Hollywood foi entregue a Brad Pitt como melhor ator secundário, pelo desempenho em “Era Uma Vez em… Hollywood”, de Quentin Tarantino.

Tom Hanks, pelo desempenho em “Um Amigo Extraordinário”, Anthony Hopkins, em “Dois Papas”, Al Pacino, em “O Irlandês”, e Joe Pesci, em “O Irlandês”, eram os outros quatro candidatos.

A entrega do Óscar de melhor ator secundário abriu a cerimónia de celebração da indústria cinematográfica norte-americana, em Los Angeles, uma cerimónia de novo sem apresentador e com “Joker”, de Todd Phillips, a reunir 11 nomeações, o maior número da noite, entre as quais as de Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Banda Sonora.

“Joker” é seguido de perto por “O Irlandês”, de Martins Scorsese, “Era uma Vez… em Hollywood”, Quentin Tarantino, e “1917”, de Sam Mendes, com 10 nomeações cada, entre as quais as categorias de melhor filme e melhor realização.

Os portugueses Sérgio Martins e Edgar Martins também poderão sair vitoriosos da cerimónia em Hollywood, se o filme espanhol da Netflix “Klaus” vencer o Óscar de melhor animação, em longa-metragem.

Ainda em português, o filme “Democracia em Vertigem”, da realizadora brasileira Petra Costa, que retrata de forma pessoal o ‘impeachment’ de Dilma Rousseff e a ascensão de Jair Bolsonaro ao poder, está na corrida pela estatueta de Melhor Documentário (longa-metragem).

A 92.ª edição dos prémios da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas, dos Estados Unidos, realiza-se no Dolby Theatre, em Los Angeles, na noite de domingo, na Califórnia, madrugada de seguda-feira em Portugal.

Steve Martin e Chris Rock abriram a cerimónia, numa rábula que foi das primárias democratas no Iwoa, à ausência de diversidade nos nomeados, referenciando a única candidata negra entre os atores, Cynthia Erivo, nomeada para melhor atriz secundária, pelo desempenho em “Harriet”.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS