Presidente da República salienta luta pela igualdade de género e solidariedade mundial

O Presidente da República salientou hoje a luta das mulheres e jovens afegãs pela igualdade de género e a destacou a importância do multilateralismo político na génese da ação de entidades de solidariedade à escala global.

Presidente da República salienta luta pela igualdade de género e solidariedade mundial

Presidente da República salienta luta pela igualdade de género e solidariedade mundial

O Presidente da República salientou hoje a luta das mulheres e jovens afegãs pela igualdade de género e a destacou a importância do multilateralismo político na génese da ação de entidades de solidariedade à escala global.

Esta perspetiva foi transmitida por Marcelo Rebelo de Sousa na Assembleia da República, no encerramento da entrega dos prémios Norte-Sul do Conselho da Europa 2021, que distinguiu Zarifa Ghafari, antiga presidente da Câmara de Maidan Shahr, capital da província de Wardak, no Afeganistão, e o mecanismo Covax, de apoio à luta contra a covid-19.

“Aos premiados de hoje digo: Nunca esqueceremos a vossa missão de serviço a milhões e milhões de seres humanos; nunca esqueceremos aquilo que a Covax fez para ajudar num período dramático de quase dois anos de luta contra a covid-19; nunca esqueceremos a coragem de Zarifa Ghafari”, declarou o Presidente da República na parte final do seu breve discurso.

Numa sessão que foi aberta pelo presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, na Sala do Senado, no parlamento, Marcelo Rebelo de Sousa salientou o “exemplo” de Zarifa Ghafari para “milhões de jovens em todo o mundo”.

“Nunca esqueceremos a sua paixão, a sua capacidade de se recriar todos os dias ao serviço da luta pelas mulheres e seus direitos. Acompanharemos a muita vida e muitas obras no que tem por diante”, assegurou o chefe de Estado, antes de se referir ao objetivo cimeiro dos prémios Norte-Sul do Conselho da Europa.

“No fundo, encontramo-nos aqui todos os anos para homenagear o passado, para incentivar o presente e para construir um mundo melhor. É essa a aspiração do Conselho da Europeia e é essa a luta dos premiados de hoje e de sempre”, declarou.  

Dirigindo-se aos representantes do Mecanismo Covax, o antigo primeiro-ministro português José Manuel Durão Barroso, Jane Halton, Bruce Aylward e Etleva Kadili, o chefe de Estado Marcelo Rebelo de Sousa considerou que esta entidade “reforçou a confiança do que de melhor existe nos responsáveis deste tempo”, tendo em vista “a construção de um mundo diferente e melhor”.

Já em relação ao Conselho da Europa, defendeu a tese de que continuará a desempenhar um papel central na defesa do multilateralismo e de uma Europa livre e democrática”.

“Quanto a Portugal, reitero o que é sabido: Presidente após Presidente, Assembleia da República após Assembleia da República, e Governo após Governo, é com grande honra que acolhemos a sede do Centro Norte-Sul, é um compromisso que queremos que seja duradouro e que traduz o que consideramos fundamental na perspetiva universalista e de abertura ao diálogo no relacionamento com outros povos, outras culturas e outras civilizações”, disse, estando a escutá-lo os ministros dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, e da Ciência e Ensino Superior, Elvira Fortunato.

 

 

PMF // SF

 

Lusa/Fim

 

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS