PR moçambicano recebe ‘Honoris Causa’ pela defesa do meio-ambiente 

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, apontou hoje como prioritário mudar atitudes face ao meio-ambiente e “influenciar as novas gerações” para preservar o planeta, ao receber o título de Doutor Honoris Causa na área de Conservação da Biodiversidade e Mudanças Climáticas.

PR moçambicano recebe 'Honoris Causa' pela defesa do meio-ambiente 

PR moçambicano recebe ‘Honoris Causa’ pela defesa do meio-ambiente 

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, apontou hoje como prioritário mudar atitudes face ao meio-ambiente e “influenciar as novas gerações” para preservar o planeta, ao receber o título de Doutor Honoris Causa na área de Conservação da Biodiversidade e Mudanças Climáticas.

“Os desafios impostos pelas alterações climáticas exigem de todos nós uma mudança de atitude na forma como tratamos o meio-ambiente e extraímos recursos naturais. Não pode ser a todo o custo”, referiu o chefe de Estado, agraciado pela Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo.

Nyusi disse que o título “é reflexo da participação e entrega do povo moçambicano pela causa ambiental”, dedicando-lhe a distinção.

Na ocasião, considerou necessário “influenciar as novas gerações” para a “importância da preservação da biodiversidade, da adaptação e resiliência perante as mudanças climáticas e por uma gestão sustentável dos recursos naturais”.

O título foi justificado pela UEM com a atenção dada por Nyusi, desde 2015, à redução da vulnerabilidade climática, criação de resiliência nas comunidades e a medidas de conservação.

Os resultados são visíveis, entre outras, junto de “comunidades que se encontram em regiões mais propensas ao impacto das mudanças climáticas e outros fenómenos naturais”, disse a diretora da Faculdade de Veterinária, Cesaltina Tchamo.

Na cerimónia o Presidente moçambicano contou como padrinho com o Presidente cessante do Quénia, Uhuru Kenyatta.

Este foi o segundo título Honoris Causa atribuído a Filipe Nyusi em quatro anos. 

O primeiro foi entregue em fevereiro de 2018 pela Escola de Diplomacia e Relações Internacionais de Genebra, Suíça, em reconhecimento do seu trabalho em prol da paz em Moçambique.

LFO // RBF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS