Portugueses poluem de mais e reciclam de menos

Em 2017, Portugal era o quarto país da União Europeia com mais poluição sonora, sendo também o oitavo Estado-membro com menores taxas de reciclagem de lixo municipal. Os números dão que pensar…

Portugueses poluem de mais e reciclam de menos

Portugueses poluem de mais e reciclam de menos

Em 2017, Portugal era o quarto país da União Europeia com mais poluição sonora, sendo também o oitavo Estado-membro com menores taxas de reciclagem de lixo municipal. Os números dão que pensar…

Portugal era, em 2017, o quarto país da União Europeia (UE) com população mais exposta a poluição sonora, sendo também o oitavo Estado-membro entre os 28 com menores taxas de reciclagem de lixo municipal.  Os dados do gabinete de estatísticas da UE (Eurostat) foram divulgados no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estipulados pela Comissão Europeia e não são animadores para o nosso país.

LEIA DEPOIS
Canadá. Jovens suspeitos de matar a tiro 3 pessoas encontrados mortos

Portugal recicla pouco

No que toca ao indicador referente à poluição sonora, 23,5% da população portuguesa afirmava, em 2017, estar exposta ao ruído, percentagem que só ficava atrás de países como a Alemanha (26,1%), Holanda (25,6%) e Malta (24,9%). Já a taxa de reciclagem de resíduos municipais (face ao total de lixo gerado) colocava o nosso país no oitavo lugar dos que menos reciclava (28,4%), abaixo da média da UE (46,4%). Os Estados-membros com maior taxa de reciclagem de lixo municipal eram, há dois anos, a Alemanha (67,6%), a Eslovénia (57,8%) e a Áustria (57,7%), enquanto os que tinham valores mais baixos eram Malta (6,4%), Roménia (13,9%) e Chipre (16,1%).

Poluição e sinistralidade

Outro parâmetro avaliado foi a exposição à poluição do ar (considerando partículas de menor dimensão), no qual Portugal ficou abaixo do total da UE, ao registar uma média de 12 microgramas por metro cúbico contra 14,1 microgramas por metro cúbico a nível comunitário. Ficou, ainda, a meio da tabela entre os 28 Estados-membros. No indicador da sinistralidade rodoviária, Portugal também ficou a meio da tabela relativamente às mortes em acidentes de aviação (com 5,5 mortes por 100 mil habitantes), ainda assim acima da média da UE (de cinco mortes por 100 mil habitantes).

LEIA MAIS
Previsão do tempo para quinta-feira, 8 de agosto
Onde posso abastecer o meu automóvel [mapa interativo]

 

Impala Instagram


RELACIONADOS