Portugal com segunda maior taxa da UE de formados em engenharia em 2016

Portugal com segunda maior taxa da UE de formados em engenharia em 2016

Portugal tinha, em 2016, a segunda maior taxa de estudantes formados na área de engenharia (21%) na União Europeia, segundo dados sobre ensino superior hoje divulgados pelo Eurostat.

Segundo dados do gabinete estatístico europeu relativos a 2016, Portugal apresentou a segunda maior taxa de formados em engenharia (21%), depois da Alemanha (22%) e seguido pela Áustria (20%), sendo a média da UE de 15%.

Na UE, mais de um terço (34%) dos alunos do ensino superior licenciou-se, em 2016, na área de ciências sociais, jornalismo, economia e gestão ou direito.

As engenharias representaram 15% dos licenciados, a saúde 14%, seguindo-se as áreas de artes e humanidades e a de ciências naturais, matemática, estatísticas (11%) e a educação (9%).

Em Portugal, a área de engenharia foi a que teve maior número de licenciados (15.545), seguindo-se economia e gestão (13.944), saúde (13.305), ciências sociais e jornalismo (8.247), em 2016.

Na UE terminaram a licenciatura, mestrado ou doutoramento mais de 4,4 milhões de pessoas, das quais 73.086 em Portugal.

IG // JMR

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Portugal com segunda maior taxa da UE de formados em engenharia em 2016

Portugal tinha, em 2016, a segunda maior taxa de estudantes formados na área de engenharia (21%) na União Europeia, segundo dados sobre ensino superior hoje divulgados pelo Eurostat.