Porto vai comparticipar toma da vacina da gripe nas farmácias para maiores de 65 anos

A Câmara do Porto vai comparticipar a toma da vacina da gripe, nas farmácias, para os munícipes a partir dos 65 anos, com o intuito de “descongestionar os centros de saúde e incentivar a vacinação”, foi hoje anunciado.

Porto vai comparticipar toma da vacina da gripe nas farmácias para maiores de 65 anos

Porto vai comparticipar toma da vacina da gripe nas farmácias para maiores de 65 anos

A Câmara do Porto vai comparticipar a toma da vacina da gripe, nas farmácias, para os munícipes a partir dos 65 anos, com o intuito de “descongestionar os centros de saúde e incentivar a vacinação”, foi hoje anunciado.

O anúncio foi feito esta tarde pelo presidente da Câmara do Porto, o independente Rui Moreira, que adiantou que o município se prepara para estabelecer um protocolo com a Associação Nacional de Farmácias (ANF) e os ACES (Agrupamento de Centros de Saúde) da cidade, que visa incentivar a toma da vacina da gripe sazonal nas farmácias comunitárias do Porto.

Numa nota publicada na sua página oficial, a autarquia explica que para os cidadãos com 65 ou mais anos de idade a vacina é já gratuita, contudo, o custo de ministrá-la numa farmácia é neste momento de 2,5 euros, montante esse que a câmara se dispõe a cobrir.

“Estamos a aliviar a pressão dos centros de saúde para as farmácias, que neste momento já é elevada, e simultaneamente criamos as condições para que mais pessoas se sintam confortáveis e seguras para que, num ambiente que até será de maior proximidade, lhes seja ministrada a vacina da gripe”, assinalou Moreira, durante uma visita a uma farmácia da cidade.

O município salienta, no entanto, que para firmar o protocolo, que envolverá a Associação Nacional de Farmácias e os dois agrupamentos de centros de saúde da cidade (ACeS Porto Oriental e ACeS Porto Ocidental) será ainda necessário obter o parecer do Ministério da Saúde e da Direção-Geral da Saúde, “que não deverá tardar”.

“Vejo todos os benefícios e mais alguns em que tal venha a acontecer e que seja prontamente aceite a nossa proposta. O Município do Porto está a disponibilizar recursos para contribuir, numa altura que é ainda mais crítica, com o descongestionamento dos serviços de cuidados médicos primários”, assinalou o autarca, citado na nota hoje publicada.

Nesta visita, em que também participou o presidente da Delegação do Norte da Associação Nacional das Farmácias, Francisco Faria, e o vereador da Habitação e Coesão Social, Fernando Paulo, Rui Moreira revelou ainda que será realizado um segundo protocolo, em moldes semelhantes, para todos os funcionários do município, que poderão tomar gratuitamente a vacina da gripe numa farmácia comunitária da cidade.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 984.068 mortos e cerca de 32,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.936 pessoas dos 72.055 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

VSYM // MSP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS