PJ investiga “eventual situação de violação” no MEO Sudoeste em Odemira

A Polícia Judiciária (PJ) revelou hoje à agência Lusa que está a investigar “uma eventual situação de violação de uma jovem” no recinto do Festival Sudoeste, que está a decorrer no concelho de Odemira (Beja).

PJ investiga

PJ investiga “eventual situação de violação” no MEO Sudoeste em Odemira

A Polícia Judiciária (PJ) revelou hoje à agência Lusa que está a investigar “uma eventual situação de violação de uma jovem” no recinto do Festival Sudoeste, que está a decorrer no concelho de Odemira (Beja).

A fonte da PJ contactada pela Lusa escusou-se a fornecer mais pormenores sobre esta investigação. Fonte do Comando-Geral da GNR, igualmente contactada pela Lusa, indicou que, na madrugada de quarta-feira, às 02:30, uma jovem de 17 anos apresentou uma queixa por um crime de abusos sexuais. A queixa, apresentada junto do posto de comando da guarda instalado no festival de música, reporta-se “a factos ocorridos na zona do acampamento”, no recinto do Sudoeste. “Um grupo de jovens denunciou a situação e pediu ajuda à GNR”, que se deslocou ao local e contactou com a presumível vítima, tendo sido acionada “a assistência médica”, acrescentou a fonte da guarda.

Apreendidos no Porto de Sines quase cinco milhões de cigarros “sofisticadamente dissimulados”
Quase cinco milhões de cigarros que estavam “sofisticadamente dissimulados” num contentor com mercadoria originária de Singapura foram apreendidos, na quarta-feira, no Porto de Sines (Setúbal), revelou hoje a Autoridade Tributária e Aduaneira (… continue a ler aqui)

Segundo a GNR, “foi referenciado um suspeito” e a PJ foi contactada e deslocou-se ao local, por se tratar de um crime da sua competência, estando agora encarregue da investigação. Também na madrugada de quarta-feira, mas “mais cedo”, a GNR teve conhecimento de que “poderia haver outra situação de crime de abusos sexuais” no recinto do festival, mas a alegada vítima “não quis apresentar queixa”. De acordo com uma notícia publicada pelo Jornal de Notícias (JN), há “sete suspeitos de ataque sexual a duas jovens no Sudoeste”. Aludindo ao caso da denúncia da vítima de 17 anos, o JN escreveu que o alegado crime ocorreu “quando a jovem estava sozinha na tenda”. “Militares do Grupo de Intervenção de Ordem Pública intercetaram sete suspeitos, todos maiores de idade”, tendo a jovem identificado “um dos suspeitos”, segundo o jornal.

Também na madrugada de quarta-feira, mas “mais cedo”, a GNR teve conhecimento de que “poderia haver outra situação de crime de abusos sexuais”

A outra situação terá envolvido uma outra jovem, de 18 anos, a qual “não se queixou às autoridades”, acrescentou. Fonte da organização do Sudoeste referiu ao JN que “houve duas queixas de tentativa de violação que chegaram à segurança privada no festival e que foram imediatamente encaminhadas para a equipa médica e para o dispositivo da GNR no terreno”. A vítima de 17 anos “foi assistida no hospital de campanha montado no recinto e depois levada pelo INEM para o hospital para realizar exames médicos que vão servir como provas para o inquérito-crime”, pode ler-se. O festival de música, que regressou na quarta-feira à Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar (Odemira), decorre até sábado.

Impala Instagram


RELACIONADOS