Perigos ambientais são “desafio mais importante” dos direitos humanos — Bachelet

Aquecimento global, poluição e perda da diversidade: uma tripla crise ambiental causada pelo homem é a principal ameaça ao respeito pelos direitos humanos, alertou hoje a alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

Perigos ambientais são

Perigos ambientais são “desafio mais importante” dos direitos humanos — Bachelet

Aquecimento global, poluição e perda da diversidade: uma tripla crise ambiental causada pelo homem é a principal ameaça ao respeito pelos direitos humanos, alertou hoje a alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

A algumas semanas da 26.ª Conferência sobre Mudanças Climáticas da ONU (COP26) em Glasgow (Escócia, Reino Unido), Michelle Bachelet pediu uma “ação climática mais ambiciosa”.

“As crises interdependentes ligadas à poluição, às alterações climáticas e à biodiversidade multiplicam os perigos — ampliando os conflitos, as tensões e as desigualdades estruturais — e tornam as pessoas cada vez mais vulneráveis”, declarou a responsável na abertura da 48.ª sessão do Conselho dos Direitos Humanos em Genebra (Suíça).

À medida que se intensificam, estas ameaças ambientais tornar-se-ão “o desafio mais importante para o exercício dos direitos humanos do nosso tempo”, disse Bachelet.

Esta “tripla crise planetária” já tem, segundo a alta comissária, um impacto direto e amplo sobre toda uma série de direitos humanos, como “o direito a uma alimentação adequada, à água, à habitação, à saúde, ao desenvolvimento e até à vida”.

A poluição é causa de uma em cada seis mortes prematuras, alertou, antes de listar uma série de desastres ambientais: fome em Madagáscar, desertificação no Sahel, submersão da costa no Bangladesh, escassez de água no Médio Oriente, incêndios gigantes na Sibéria e na Califórnia, inundações na China e na Alemanha.

“Enfrentar a tripla crise ambiental global é um imperativo humanitário, um imperativo para os direitos humanos, um imperativo de consolidação da paz e de desenvolvimento”, disse Bachelet, adiantando: “Também é possível”.

A responsável defendeu a atribuição de vistos humanitários aos migrantes forçados a abandonar os seus países devido à degradação ambiental, considerando que o retorno forçado das vítimas da crise climática a lugares onde o meio ambiente já não permite uma vida digna “não é apenas imoral, mas também insustentável”.???????

 

PAL // PMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS