Pelo menos 13 mortos em Omã e Irão devido ao ciclone Shaheen

Pelo menos 13 cidadãos de Omã e do Irão morreram e alguns pescadores iranianos continuam desaparecidos devido à passagem do ciclone Shaheen pelo oceano Índico, anunciaram hoje autoridades locais.

Pelo menos 13 mortos em Omã e Irão devido ao ciclone Shaheen

Pelo menos 13 mortos em Omã e Irão devido ao ciclone Shaheen

Pelo menos 13 cidadãos de Omã e do Irão morreram e alguns pescadores iranianos continuam desaparecidos devido à passagem do ciclone Shaheen pelo oceano Índico, anunciaram hoje autoridades locais.

As autoridades em Omã disseram que encontraram o corpo de um homem que havia desaparecido após o seu veículo ter sido atingido pelas inundações causadas pelo ciclone.

No domingo, quando a tempestade atingiu terra, as autoridades de Omã disseram que uma criança também se afogou e dois estrangeiros morreram num deslizamento de terras.

O Comité Nacional de Gestão de Emergências do país anunciou na tarde de hoje [hora local] mais sete mortes provocadas pela tempestade, sem dar mais detalhes.

No Irão, a agência de notícias estatal IRNA disse que as equipas de resgate encontraram os corpos de dois dos cinco pescadores desaparecidos em Pasabandar, uma vila de pescadores perto da fronteira com o Paquistão.

No domingo, o vice-presidente do parlamento iraniano, Ali Nikzad, disse temer que até seis pescadores tenham morrido devido ao ciclone.

Nas províncias iranianas de Sistão e Baluchistão, 122 pessoas tiveram de receber cuidados médicos no domingo, depois de uma tempestade de areia provocada pelo ciclone ter causado problemas nos olhos, coração e pulmões das pessoas, disse Abbasali Arjmandi, o autarca da cidade de Zabol.

Dezoito precisaram de ser hospitalizados para receberem cuidados médicos adicionais, acrescentou Arjmandi.

O Departamento Meteorológico da Índia anunciou que os ventos de Shaheen estão com uma velocidade de 90 quilómetros por hora e que continuariam a enfraquecer enquanto o ciclone avançava para o interior de Omã.

O instituto indiano prevê que a tempestade enfraqueceria e passaria a depressão tropical nas próximas horas. O ciclone Shaheen atingiu a costa de Omã com ventos de até 150 quilómetros por hora.

A televisão estatal de Omã transmitiu imagens de estradas e vales inundados, enquanto a tempestade também provocou ventos fortes aos Emirados Árabes Unidos.

Os Emirados alertaram os residentes de que a tempestade estava a chegar ao seu território, com os ventos a aumentar de intensidade no país desde domingo, atingindo inclusivamente a área da recém-inaugurada feira mundial ExpoDubai 2020.

CSR // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS