Parque Nacional de Gorongosa anuncia reabertura em maio após passagem de ciclone

O Parque Nacional de Gorongosa (PNG), o maior de Moçambique, vai reabrir em maio para os turistas, depois de ter encerrado devido ao impacto da passagem do ciclone Idai, anunciou a administração do local.

Parque Nacional de Gorongosa anuncia reabertura em maio após passagem de ciclone

Parque Nacional de Gorongosa anuncia reabertura em maio após passagem de ciclone

O Parque Nacional de Gorongosa (PNG), o maior de Moçambique, vai reabrir em maio para os turistas, depois de ter encerrado devido ao impacto da passagem do ciclone Idai, anunciou a administração do local.

O Parque Nacional de Gorongosa (PNG), o maior de Moçambique, vai reabrir em maio para os turistas, depois de ter encerrado devido ao impacto da passagem do ciclone Idai, anunciou hoje a administração do local. «Neste momento, não estamos a receber turistas, porque não há condições, mas, em maio, já vamos recomeçar», disse Rui Branco, diretor de conservação do PNG, falando aos jornalistas, à margem do lançamento de um estudo sobre justiça penal na fauna bravia em Maputo.

Rui Branco declarou que o ciclone e as inundações que se seguiram cortaram as estradas de acesso ao parque, decorrendo ainda a reparação das vias. A fauna sofreu «pequenas perdas» como resultado da passagem do ciclone e das cheias, mas a dimensão dos estragos para o PNG ainda está a ser calculada.

O Parque da Gorongosa localiza-se na província de Sofala, a mais afetada pelo ciclone Idai, e tem cerca de 4.000 quilómetros quadrados. O ciclone Idai atingiu a região centro de Moçambique, o Maláui e o Zimbabué em 14 de março.

Segundo o último balanço das autoridades moçambicanas, o ciclone fez 602 mortos e 1.641 feridos, tendo afetado mais de 1,5 milhões de pessoas no centro de Moçambique.

LEIA MAIS

Previsão do tempo para sexta-feira, 12 de abril

 

Impala Instagram


RELACIONADOS